Durante a transmissão da partida entre Brasil x Equador, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo e disputada na última sexta-feira, o narrador Galvão Bueno falou sobre críticas que recebeu após se declarar contra a Copa América no Brasil.

Ele disse que sempre se colocou contra o retorno do futebol independentemente do campeonato e da emissora que detenha os direitos de transmissão, como acusado pelo presidente da República Jair Bolsonaro.

"Sempre fui muito claro no que falei. Quando recomeçou o Brasileirão ano passado, eu dizia que era contra. E os direitos de transmissão eram nossos. Quando recomeçou a Libertadores, eu dizia que era contra. E os direitos de transmissão não eram nossos. O jogo de hoje, válido pelas eliminatórias, eu gostaria que fosse adiado", explicou.

"Então, acho que dá pra se montar um raciocínio. É diferente de trazer mil pessoas do exterior, de vários países, e deixar por 25 dias circulando pelo Brasil. Tomara que dê tudo certo, torço para que dê tudo absolutamente certo nessa Copa América, torço do fundo do meu coração", concluiu. 

Foto: Reprodução/SporTV