O acordo inédito da Federação Paulista de Futebol (FPF) com o YouTube foi o primeiro resultado que a entidade paulista obteve com o novo sistema de venda de direitos de mídia do Campeonato Paulista, a partir da próxima edição. De acordo com a Máquina do Esporte, a FPF tem abordado o mercado para vender pacotes de direitos para diferentes empresas. A expectativa é de que, em até três meses, todos os parceiros de mídia para o ciclo 2022 a 2024 estejam definidos.

O modelo é similar ao que as grandes ligas esportivas fazem pelo mundo e que, no Brasil, já é implantado pela Liga Nacional de Basquete (LNB) na comercialização do NBB desde a temporada 2018/2019. Há dois anos, passou a ser adotado também pela Conmebol, que entregou à agência FC Diez Media a comercialização das Copas Libertadores e Sul-Americana.

Não está claro, ainda, quem produzirá o conteúdo referente ao Paulistão. Segundo a FPF, produtoras têm sido contatadas para assumir o papel de “produtora oficial” das imagens do campeonato.

Foto: Divulgação/FPF