Anuncio!

Alê Oliveira se explica após polêmica na web com frase de 'decreto'

Alexandre Oliveira durante o 'Bate Bola' na ESPN Brasil (Reprodução)
Uma brincadeira que se tornou tradicional de sexta-feira no 'Bate Bola Debate', na ESPN Brasil, virou polêmica. Segundo o UOL Esporte, por Leandro Carneiro, o motivo foi uma frase dita pelo comentarista Alê Oliveira ao soltar o famoso “decreto” desta semana.

Em meio a seu decreto para liberar a curtição no fim de semana, o comentarista falou: “Assistiu o penta? Já aguenta”. A frase virou motivo de críticas na internet pelo fato de uma pessoa que nasceu antes de julho de 2002 pode ter só 14 anos atualmente.

Alê Oliveira se disse triste com a repercussão negativa e explicou a situação. “Fico triste, porque é uma brincadeira, que inclusive muita criança manda para mim foto e vídeo do Asaian (modo como o comentarista se refere a Usain Bolt). Tenho uma filha de oito anos. Evidente que é uma brincadeira, ninguém vê a Copa do Mundo com zero ano. Começa a entender, ver as coisas com oito, dez, 12 anos. Recordo da minha primeira Copa, tinha por aí. Fico triste porque na verdade a maldade está na cabeça das pessoas. É só uma brincadeira, mas paciência”, falou.

“Evidente que ninguém vê Copa com zero ano. Evidente que não tem nenhum tipo de conotação porque ideia é brincar. Não tem nada que ame mais na minha vida que minha filha. Evidente que é com esse sentimento de brincar, descontrair que faço decreto. Mas, as vezes a pessoa não é feliz, fica buscando motivo para achar coisa ruim. Por isso, quando perguntou se tinha lido, nem me preocupo com essas pessoas porque essa energia ruim, pensamento ruim bate em mim e volta para pessoa. Estou muito tranquilo, consciência muito tranquila a respeito das intenções quando faço essa brincadeira”, completou.

Luisa, filha do comentarista da ESPN, foi ao programa da última quinta-feira. Ele chegou a dizer que a presença da menina era uma homenagem ao título do Grêmio, brincando com a presença da filha de Renato Gaúcho em campo.

Procurada pela reportagem para comentar o assunto, a ESPN não se pronunciou até a publicação da matéria.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



NOTÍCIAS CORRESPONDENTES

Tecnologia do Blogger.