A Justiça rejeitou um pedido de recurso feito pelos advogados de Ana Paula Henkel contra uma liminar que foi favorável à Globo, informa o Notícias da TV. Na decisão, o juiz Christopher Alexander Roisin, da 14ª Vara Cível de São Paulo, argumentou que a solicitação era "incabível".

No último dia 20, a equipe de Ana Paula protocolou um pedido de "embargos de declaração" após a Justiça negar o pedido de direito de resposta feito pelos advogados da ex-atleta. A intenção da defesa era esclarecer uma possível contradição ou omissão na sentença.

O processo teve início depois de ela ter sido criticada no blog De Peito Aberto, assinado por Walter Casagrande Jr., no site GE. O comentarista escreveu que Ana Paula era a "defensora dos violentos, dos antidemocráticos, das armas e de tudo que é ruim em nossa sociedade".

Ela rebateu os comentários no Twitter e acionou os advogados em uma tentativa de conseguir direito de resposta na plataforma do Grupo Globo. Em 13 de março, o GE publicou um texto com o título "Ana Paula escreve carta ao GE para comentar texto de Casagrande" e concedeu espaço para a defesa.

Foto: Reprodução/Jovem Pan