A Globo foi condenada ao pagamento de indenização de R$ 40 mil a uma família que apareceu em uma campanha publicitária relativa à transmissão dos eventos do UFC no Canal Combate, infor a a coluna de Diego Garcia, no UOL Esporte. A emissora recorre da decisão, em processo que já havia tido parecer favorável do Ministério Público para a interrupção da veiculação do comercial. A recomendação foi acatada pela Justiça.

O juiz Claudio Salvetti D'Angelo concedeu uma liminar tutela de urgência pedida pela família para que a Globo deixasse de exibir as imagens, pois uma nova veiculação do vídeo poderia causar danos de difícil reparação. A multa diária seria de R$ 5 mil se a emissora não acatasse a decisão.

A Justiça ainda condenou a emissora a pagar uma indenização de R$ 40 mil às pessoas que abriram o processo, que alegavam estarem sendo vítimas de chacota e gracejos de amigos e conhecidos pela aparição na propaganda. Uma das alegações é serem questionados se mudaram de profissão, passando a ser figurantes, atores ou garotos-propaganda da Globo.

A família de quatro membros, incluindo menores de idade, alegava uso das imagens sem autorização com veiculação em diversos canais ligados à Globo. A captação das imagens aconteceu na vitória da lutadora brasileira Virna Jandibora em evento do UFC em Washington, em dezembro de 2019, que teve como luta principal entre Overeem e Rozenstruik.

Foto: Reprodução