A Justiça rejeitou o pedido de direito de resposta feito por Ana Paula Henkel contra a Globo. De acordo com o Notícias da TV, o juiz Christopher Alexander Roisin, da 14ª Vara Cível de São Paulo, entendeu que a emissora já havia dado espaço para a ex-jogadora de vôlei se defender das críticas feitas no blog De Peito Aberto, do comentarista Walter Casagrande Jr., no site GE.

"Considerando que houve a publicação aparentemente em local do sítio eletrônico de maior visibilidade (notícias e não blogs), é caso de indeferir-se o pedido de urgência, relegando o tema para o sentenciamento do processo, na medida da necessidade de contraditório sobre a efetiva publicação da resposta e sua suficiência", escreveu o magistrado.

Ana Paula rebateu os comentários no Twitter e acionou os advogados em uma tentativa de conseguir direito de resposta na plataforma do Grupo Globo. Em 13 de março, o GE publicou um texto com o título "Ana Paula escreve carta ao GE para comentar texto de Casagrande" e concedeu espaço para a defesa.

Os advogados de Ana Paula, no entanto, queriam que a Globo divulgasse nas redes sociais o link para essa carta, aumentando a visibilidade da resposta. Por isso, foram à Justiça com o pedido de liminar. Depois de a emissora apresentar a defesa, a solicitação da ex-jogadora foi negada pela 14ª Vara Cível.

Foto: Reprodução/Instagram