A Globo contestou oficialmente na tarde desta sexta-feira (14) na Justiça o processo movido pela ex-atleta e atual comentarista da Jovem Pan, Ana Paula Henkel. De acordo com a coluna de Gabriel Vaquer, no UOL Esporte, a emissora afirmou na defesa já ter dado o direito de resposta a requerente. O processo segue na 14ª Vara Cível de São Paulo e aguarda a manifestação do juiz.

Em sua defesa, a emissora apresentou o link de uma postagem no site GE na qual foi publicada a resposta solicitada por Ana Paula, no dia 13 de março - o link apresenta o mesmo texto pedido judicialmente como resposta para Ana Paula.

A Globo acrescentou ainda que não entende o pedido judicial da ex-atleta porque, além de já ter dado espaço para a mesma em sua plataforma, o ex-atacante Casagrande fez críticas ao seu comportamento nas redes sociais, que são públicas.

O pedido de Ana Paula Henkel, porém, se baseia exatamente nas redes sociais. Na solicitação, o advogado da ex-atleta afirma que a emissora precisa explicar os motivos de não ter divulgado o assunto com relevância. O texto de Ana Paula não foi chamado nas redes sociais como o Twitter e o Facebook e não teve destaque de capa na homepage do site no dia em que foi ao ar.

Seus representantes querem uma nova publicação ou uma atualização do texto publicado, mas com o destaque igual ao que teve o texto de Casagrande. Postado em fevereiro pelo atual comentarista de futebol da emissora, o texto obteve repercussão nas plataformas da Globo.

Além desse espaço, Ana Paula pede indenização de R$ 10 mil. Agora, o caso está em "conclusos para decisão". O mérito será julgado pelo juiz de direito Christopher Alexander Roisin, que já tomou outras decisões sobre o processo. Além da Globo, Ana Paula Henkel também processou a Band pedindo o mesmo direito de resposta e por uma indenização por danos morais.

Foto: Reprodução/Instagram