O Flamengo será o clube com maior faturamento na atual edição do Campeonato Carioca e deve ficar com algo próximo a R$ 7,4 milhões. No antigo contrato com a Globo, a receita do Fla era de R$ 18 milhões, mesmo valor praticado com os outros três grandes. A estimativa é de que Fluminense e Vasco fiquem com algo na casa dos R$ 4,4 milhões, enquanto o Botafogo embolse não mais do que R$ 3 milhões.

Com o fim do contrato do Carioca com a Globo, a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e demais clubes passaram meses cuidando de um envelopamento do estadual, a fim de vender seus direitos de transmissão por uma quantia melhor. Mas, na prática, a iniciativa não se mostrou rentável. É que a Record pagou apenas R$ 11 milhões pelos direitos em TV aberta, mas deste montante, sobraram apenas R$ 2,8 milhões para serem divididos entre 12 clubes - 60% da grana para os quatro grandes e 40% para os pequenos. É que a produção das partidas custou R$ 6 milhões, a Ferj levou R$ 1,1 milhão e impostos e direitos de imagem se encarregaram de abocanhar mais R$ 1,1 milhão. Os dados foram publicados por Jorge Nicola, no Yahoo!.


Previa-se, por outro lado, um bom retorno com p áy-ér-view, afinal, com a negociação direta com as operadoras, seria possível faturar 65% do valor de cada assinante, após os impostos - com o pay-per-view da Globo, o repasse era de 44%. Só que as vendas do PPV ficaram muito aquém. Cerca de 200 mil pacotes acabaram comercializados, já incluindo a venda realizada pelos próprios clubes, como a FlaTV+. O Rubro-Negro será aquele com maior faturamento no pay-per-view. Algo na casa dos R$ 7 milhões.

Fotos: Marcelo Cortes/Flamengo e Divulgação