(Reprodução/Globo)

Na sua volta à narração esportiva após 14 meses, por conta da pandemia da Covid-19, Galvão Bueno não gostou das imagens geradas pela CBF não mostrarem uma briga envolvendo as comissões de Flamengo x Palmeiras, durante a Supercopa do Brasil, neste domingo (11).

"Lamento apenas essa briga que não vimos e ficamos com o ótimo relato de nossos repórteres. Não pode. Não sei quem provocou porque não vimos. O Brasil não viu e também não pode deixar de ver", criticou o experiente narrador.

Logo no incio dos trabalhos da partida, na Globo, Galvão "quebrou o protocolo". É que durante a pandemia, os locutores e comentaristas da emissora se mantiveram distantes enquanto estavam no ar. O narrador, no entanto, esticou o braço e deu seu famoso "soquinho" com o comentarista Caio Ribeiro.