(Reprodução)

A Globo decidiu usar o Mundial de Clubes da Fifa para testar os protocolos de cobertura para os Jogos Olímpicos de Tóquio, informa o UOL Esporte. A emissora avaliará erros e acertos no mês que vem no Qatar para aumentar a segurança para seus contratados.

A lista final de quem viajará para a Ásia sairá entre o fim de fevereiro e a primeira semana de março. Todos os profissionais serão testados dias antes do embarque. Quem testar negativo é automaticamente tirado da lista e substituído, se houver tempo. Antes da viagem, a Globo também pede aos seus contratados que fiquem em casa de quarentena.

Também haverá quarentena no destino. Assim que chegarem ao Japão, os profissionais ficarão no quarto do hotel em que ficarão hospedados. Somente depois do período indicado pelo governo local vão sair às ruas para reportagens (no Qatar, essa quarentena será de sete dias). Por causa disso, os 11 jornalistas que farão a cobertura do Mundial de Clubes viajam para o Catar já na semana que vem.

Outro ponto será a higienização de uniformes de quem participará da cobertura in loco. A Globo vai entregar um número maior de uniformes para a cobertura e um profissional específico no país-sede será responsável pela limpeza.