(Reprodução)

A direção da Globo marcou, para o início de fevereiro, uma reunião com mandatários da Fifa para acalmar os ânimos e conversar sobre o futuro da parceria entre a TV e a entidade. a informação foi publicada pelo UOL Esporte.

A relação está estremecida desde que a emissora entrou com um processo na Justiça brasileira para não pagar uma parcela de US$ 90 milhões (R$ 476 milhões na cotação atual), referente ao contrato de direitos de transmissão de competições entre 2015 e 2022 - incluindo a Copa do Mundo do Qatar.

O objetivo do encontro é ressaltar como a Globo é uma parceira histórica da Fifa e que o fato passado foi apenas algo excepcional. Para isso, serão mostrados números de audiência e alcance de eventos exibidos nos últimos anos, como a Copa do Mundo Sub-17 e a Copa do Mundo feminina - que teve no Brasil seu maior resultado em todo o mundo, por causa da exposição em TV aberta -.

Outro ponto que a Globo vai alegar é que pagou em dia todas as parcelas do contrato. A emissora também pretende demonstrar que vai cumprir os compromissos futuros e que o mercado de eventos esportivos sofreu como um todo, não apenas a própria emissora.