(Reprodução)

Uma pessoa chegar aos 100 anos já é raro. Pilotar um avião com esta idade, é um feito ainda maior. A americana Iris Cummings ainda carrega no currículo a participação como nadadora em um dos Jogos Olímpicos mais marcantes de todos os tempos, em Berlim-1936. O ‘Esporte Espetacular’ deste domingo (24), que começa logo depois do ‘Auto Esporte’, conta a história desta mulher de currículo tão extraordinário.

Desde o começo da pandemia Iris Cummings fica em casa. No mês passado, atingiu a idade centenária. A entrevista à rede americana NBC que ilustra a reportagem de Guilherme Roseguini foi feita antes de o coronavírus interromper momentaneamente as aventuras da americana pelos ares, pilotando. Nos Jogos Olímpicos de 1936 foi na água que fez história: ficou em 18º nos 200 metros peito, apenas dois anos após nadar pela primeira vez em uma piscina. Na pista de atletismo do Estádio Olímpico, presenciou o compatriota Jesse Owens ganhar o último de seus quatro ouros. “Jesse surpreendeu a todos, e eu me recordo que, na hora do revezamento, muita gente da plateia estava torcendo pelo nosso time”, conta Iris, que logo depois dos Jogos viu na aviação a chance de ser pioneira. “Isso me deu a oportunidade de conhecer mais mulheres que pilotavam. E de encorajar muitas outras a voar também”.

Zico é o personagem do segundo episódio da série “Os Capitães”. Em conversa com José Renato Ambrósio, o ídolo do Flamengo lembra do papel de liderança que exerceu no time que foi hegemônico no futebol brasileiro no início da década de 1980. Além da qualidade técnica incontestável, era um exemplo de dedicação para os companheiros: "A minha conduta profissional ajudou, então eu sempre digo que fui muito mais importante fora do campo para aquele grupo, naquele período, do que propriamente dentro do campo", conta.

A VEZ DO SKATE NO ‘VERÃO ESPETACULAR’
O 'Verão Espetacular' deste domingo desembarca em Criciúma, no interior de Santa Catarina. É lá que acontece a primeira etapa do "STU - Circuito Brasileiro de Skate Park". O programa transmite a final masculina, com a narração de Carol Barcellos, comentários de Geninho Amaral e reportagens de Marcelo Siqueira. A decisão feminina será disputada no sábado, às 15h30, com exibição do SporTV3. A competição terá o mesmo formato de disputa dos Jogos Olímpicos. Nas semifinais e finais, cada atleta tem a chance de dar três voltas de 45 segundos na pista. Dois 16 competidores na fase inicial, os oito melhores avançam.