Após denúncias, Disney responde Cade sobre fusão ESPN/FOX Sports

(Reprodução)

A Disney enviou ofício ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) respondendo sobre a situação atual da fusão entre ESPN e FOX Sports no Brasil, após o órgão ter recebidou denúncias de irregularidades no processo.

De acordo com o UOL Esporte, no documento a Disney afirma que tem mantido o FOX Sports com condições de ser competitivo na audiência ao compartilhar eventos com direitos de transmissão, como o Campeonato Português e o Campeonato Espanhol. "Conforme permitido pelo ACC [Acordo em Controle de Concentração], a TWDC Brasil [The Walt Disney Company] tem aumentado a base de assinantes que têm acesso ao conteúdo da ESPN e da FOX Sports, elevando o bem-estar do consumidor", afirma o texto obtido pelo UOL Esporte.

"A TWDC Brasil manteve a FOX Sports como um canal separado dos licenciados pela TWDC, ainda preservando os canais FOX Sports 1 e FOX Sports 2 — embora, segundo o ACC, seja obrigada a manter apenas um dos canais — mostrando o compromisso da TWDC Brasil em fazer o processo de integração da forma mais gradual possível sob a perspectiva do consumidor."

A Disney alega que vai transmitir a Libertadores apenas no FOX Sports, como o próprio Cade determinou, até 2022, quando a marca deverá ser devolvida aos donos.

No ofício, os americanos não citaram o fim da programação jornalística do canal, que encerrou todos os seus programas. Neste quesito, a Disney comenta que integrou todos os trabalhos de ESPN e Fox, principalmente na parte administrativa e comercial. Ao todo, cerca de 200 profissionais foram dispensados.




Após denúncias, Disney responde Cade sobre fusão ESPN/FOX Sports Após denúncias, Disney responde Cade sobre fusão ESPN/FOX Sports Reviewed by Ribamar Xavier on 23.1.21 Rating: 5

Um comentário:

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.