(Reprodução)


Em vez de ter uma plataforma e atuação específicas para o mercado brasileiro, a partir de agora o Brasil estará dentro do planejamento de uma plataforma global do DAZN, que pode ser assinada em qualquer lugar do mundo. A informação foi publicada pela Máquina do Esporte.

Como consequência, haverá redução grande da equipe de operação no Brasil, que deixa de ser um mercado com operação específica do DAZN. A empresa ainda manterá um escritório em São Paulo, mas com muito menos funcionários.

Em relação à experiência do assinante, não haverá muitas mudanças. O DAZN continuará a ser acessado pelo aplicativo e o valor da assinatura não mudará. Os direitos de transmissão atual seguem válidos, sendo que alguns produtos que fazem parte da plataforma global poderão também ser acessados. A operação, porém, será comandada diretamente dos Estados Unidos.

ATUALIZAÇÃO: Segundo o UOL Esporte, a empresa vai diminuir o seu casting de narradores e comentaristas, que conta com Dudu Monsanto, Rafael Oliveira, Helena Calil, Mariana Fontes, entre outros que atuavam no DAZN no último ano em transmissões de jogos da Série C do Campeonato Brasileiro e da Premier League. Uma equipe será mantida, mas bem menor em relação ao que tinham até bem pouco tempo na empresa.