(Reprodução)
A mudança na distribuição da premiação do Campeonato Brasileiro, que incluiria os rebaixados, foi travada por uma oposição do Athletico/PR. Segundo o colunista Rodrigo Mattos, do UOL Esporte, a postura do clube paranaense dificultou a alteração que estava acordada entre a maioria dos times.

Em reuniões no início do ano, houve uma sugestão do Avaí de incluir fatias para os rebaixados. A Globo concordou com o pleito e deixou com os clubes a ideia de implementar a redistribuição. Após algumas conversas, houve consenso da maioria dos clubes de uma tabela com uma nova divisão da premiação.

Os 16 clubes mais bem posicionados perderiam um pouco de dinheiro em favor dos rebaixados. O último colocado teria direito a R$ 4,6 milhões e o campeão, R$ 31 milhões.

Só que, por contrato, alguns clubes têm direito a veto em mudanças na distribuição de premiação. Entre esses times está o Athletico que tem contrato apenas de TV Aberta com a Globo. O clube paranaense, porém, até agora não topou a mudança e não há informação de oposição de outro clube.

O dinheiro da premiação é parte do contrato da Globo com os clubes para a Série A.