Globo reprisa título Pan-Americano da seleção feminina com trechos inéditos narrados por Galvão Bueno

(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)
Na tarde deste domingo (10) a Globo reprisou a partida entre Brasil x Estados Unidos, válida pela final do futebol feminino dos Jogos Pan-Americanos de 2007. Quem acompanhou a transmissão pode assistir a trechos inéditos, narrados, anos depois, por Galvão Bueno. A informação é do UOL Esporte.

Como, na época, em razão de eventos simultâneos, a transmissão teve quer ser interrompida e alguns trechos ficaram sem narração. Assim, para exibir a vitória brasileira na íntegra, Galvão narrou os momentos que não foram para o ar na ocasião.

"A transmissão que você vai ver na sequência, a gente vai ter que fazer uma pequena explicação aqui: Durante os Jogos Pan-Americanos, são muitas competições paralelas. Em dois momentos, o Galvão teve que passar para um outro esporte. O que a gente fez? O Galvão narrou novamente esses trechos que não foram para o ar. Você vai ver o jogo na íntegra, com Galvão Bueno, com o saudoso Sérgio Noronha, amigo querido que nos deixou esse ano, e o José Roberto Wright, comentarista de arbitragem", relatou Luís Roberto.

Presente no pré-jogo, Galvão destacou o trabalho em equipe para completar a narração da vitória verde-amarela. Além disso, o narrador homenageou o jornalista Sérgio Noronha, falecido no início deste ano, que estava na transmissão da final do Pan.

"Foi uma coisa espetacular. Um trabalho conjunto da parte de eventos, da produção, da tecnologia... Usando computadores e sistema de mixagem de som. Tem uma diferença, mas não poderíamos deixar de apresentar o jogo inteiro porque é um jogo emblemático. O Sergio Noronha, comecei a trabalhar com ele em 1982, na Copa do Mundo, aprendi demais com ele, um grande mestre", disse Bueno.




Globo reprisa título Pan-Americano da seleção feminina com trechos inéditos narrados por Galvão Bueno Globo reprisa título Pan-Americano da seleção feminina com trechos inéditos narrados por Galvão Bueno Reviewed by Ribamar Xavier on 10.5.20 Rating: 5

4 comentários:

  1. Explicação plausível. Jogos Olímpicos ou Continentais sempre tem disso de passar flashes, cortando de uma modalidade pra outra.

    A final olímpica feminina de 2004 também passou por esse problema, afinal, ela dividia a atenção com a final do vôlei de praia (inclusive o primeiro gol das americanas aconteceu justamente quando cortam do vôlei de praia pro futebol).

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Ainda assim foi líder, acho q n devemos criticar tanto
      Mas tbm liderou pq a concorrência tbm...

      Excluir
    2. A Globo é praticamente líder em tudo, mas isso não é questão de ir bem. Só ver o Video Show, Tv Globinho, mesmo liderando, não atingiu o esperado, roda.

      Excluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.