Justiça decide que ESPN deve indenizar Dudu Monsanto; cabe recurso

(Reprodução/ESPN)
Atualmente contratado pelo DAZN, o jornalista Dudu Monsanto venceu o processo trabalhista que movia contra a ESPN, onde trabalhou entre os anos de 2004 a 2018. Ele pedia cerca de R$ 1,5 milhão de indenização por reconhecimento de vínculo empregatício, entre outras questões. A 71ª Vara do Trabalho deu razão para parte do que o profissional alegava e ordenou o pagamento de R$ 550 mil. As informações foram publicadas pelo UOL Esporte.

Na decisão o juiz Ítalo Menezes de Castro alegou que Dudu Monsanto teve sim um vínculo empregatício muito claro com a ESPN Brasil, o que foi comprovado por testemunhas do caso e pela documentação anexada ao processo, como apresentações de programas, por exemplo.

No entanto, a juiz julgou improcedente os gastos que Dudu Monsanto teve ao se tornar pessoa jurídica, em detalhe que acabou diminuindo o valor total da indenização. Na visão da Justiça, não ficou comprovada que houve perda de dinheiro ou dificuldades pelo jornalista nesse sentido.

Além da condenação de R$ 550 mil, a ESPN Brasil também terá que pagar os honorários dos advogados, na casa de R$ 11 mil. No acordão, o juiz determina o pagamento integral da indenização, sem possibilidade de parcelamento. A emissora, no entanto, pode recorrer da decisão.




Justiça decide que ESPN deve indenizar Dudu Monsanto; cabe recurso Justiça decide que ESPN deve indenizar Dudu Monsanto; cabe recurso Reviewed by Ribamar Xavier on 16.4.20 Rating: 5

Nenhum comentário:

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.