Coluna do Professor #273, por Albio Melchioretto


Colunista comenta divisão dos clubes da Série A do Brasileirão em 2020 entre Globo e Turner. 


(Reprodução)
CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL E DE NÚMERO DE CLUBES CONTRATADOS?

Globo viu o descenso de quatro, TNT nenhum. Globo subiram dois, TNT, um. O acordo com o RedBull Bragantino segue. TNT mostrará mais jogos em 2020, SporTV menos e o Athletico Parananense, ninguém sabe onde ver. O Brasileiro terminou num dia e muitos exploraram estas informações na segunda-feira subsequente. Este tipo de situação dá margem a muitas especulações, inclusive da ordem ética. Malas e televisão. A exclusividade é ruim, mas este tipo de negociação, por clubes, está longe de ser a melhor forma de divisão. O modelo adotado pela Conmebol Libertadores parece ser interessante, entre pacote principal e secundário e TV aberta… por que não repensar o Brasileirão? Mas, para isto, uma liga forte seria interessante.

LIVROS E GOLS NA AMAZON

Para os que acompanham as linhas tortas desta coluna, é perceptível o quanto critico o streaming. E pelo que percebo não sou o único nesta barca. A Amazon, comprou o direito da exibição exclusiva dos jogos das rodadas de meio da semana para o território inglês. Em dezembro e janeiro haverá inúmeros jogos. Muitos torcedores já protestaram na arquibancada contra a modalidade de transmissão. Com tradução nossa, uma das faixas em Crystal Palace versus Bornemouth dizia, “pontapés iniciais vendidos para a maior oferta. Amazon lucra, torcedores sofrem”. Em acordo entre a gigante e a liga alguns jogos começaram cedo demais e outros tarde. Além das quedas e travamentos, na internet à moda inglesa. A liga que tanto elogio também falha, o futebol é produto, as antes, é futebol.

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@professoralbio
NA CONTRAMÃO DAS CRÍTICAS

A plataforma YouTube acordou para transmitir a Copa Nordeste 2020. Segundo dados no próprio YouTube, o meio continua a ser a TV para consumir o acesso, porém, o modo como é consumido tem alterado. Uma migração da linearidade dos canais para vídeos sob demanda. Mas o esporte, diferente das plataformas de entretenimento, possui a questão do “ao vivo”. O consumo está voltado para o interesse em torno da marca que está em campo. Ao apostar no potencial do Nordeste, o YouTube agrega a sua rica plataforma um conteúdo muito sugestivo. Além de mostrar o evento, é preciso qualidade, câmeras e envolvimento com o espectador. Das plataformas que testei, ainda não encontrei alguma que me deixasse satisfeito, será que o casamento YouTube/Nordeste dará resultado qualitativo?

HÁ SEMPRE UM TEMPO PARA PROTESTAR

Final da Copa Argentina na sexta-feira a noite. Haveria espaço na televisão brasileira. Acorda Bandsports!

E a TV Escola, de muitos serviços prestados à educação e inúmeras produções de Educação Física, sofre um atentado a democratização do saber com seu possível encerramento.



Coluna do Professor #273, por Albio Melchioretto Coluna do Professor #273, por Albio Melchioretto Reviewed by Ribamar Xavier on dezembro 15, 2019 Rating: 5

3 comentários:

  1. Pro Brasileiro ter pacotes vendidos, ele teria que voltar a ser negociado em conjunto. E isso NUNCA MAIS vai acontecer.

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.