Coluna do Professor #271, por Albio Melchioretto


Colunista comenta críticas sofridas por Gustavo Villani na final da Copa do Mundo Sub-17.


(Reprodução/SporTV)
A DIFÍCIL ARTE DE NARRAR

Se empolgar, grita. Se manter uma linha, é torcedor frustrado. Se exaltar-se, está criando caso… e por aí vai. O narrador está sempre na berlinda, ele é avaliado constantemente. Outro dia, fui ao YouTube rever alguns vídeos de reality da finado Esporte Interativo, quando escolheram um narrador. Isso foi ao final de 2017, início de 2018. O programa é ótimo para apontar técnicas e detalhes para a figura do narrador. A função não está apenas para falar o que vemos, mas para desvelar a magia do jogo. Digo isto, diante das críticas sofridas por Gustavo Villani, principalmente na postura mais propositiva na Copa do Mundo U17. Ele pode ter passado do ponto, para alguns, foi emocionante para outros… mas prefiro pensar que são estilos e modos, cada qual com o seu.

FUTEBOL E POLÍTICA

Futebol e política andam juntos. Pontaço para a TV Cultura que no final do Paulista foi além do trivial. Usou do placar para denunciar as diferenças entre feminino e masculino. Motivou a participação com #PlacarPelaMudança, usou o resultado da grande decisão para evidenciar essa diferença, tirando os mesmos 20% do valor de cada gol marcado: em alguns momentos, o placar na tela da FPF TV exibia 0,8 em vez do número 1, ou 1,6 em vez de 2, mexendo também no placar agregado da grande final. Outro dia, com menos repercussão, Sampaoli recusou-se a conversar com um determinado político que visitava Santos e buscou no clube um momento de exposição, tal qual um certo governador em Lima. Os jogadores do Chile protestaram em amistoso contra a barbárie cometida pelas forças armadas frente aos protestos. Isso também é parte do futebol. Que venha outras manifestações conscientes, e que seja menos usado para fins populistas. E na mídia, poucos fizeram uma reflexão mais séria desses acontecimentos.

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@professoralbio
FOX SPORTS FAZ POLE COM F-E

A abertura da temporada 2019/2020 da F-E foi com um bom cuidado por parte da Fox Sports. Faltou apenas um repórter na pista. Mas o cuidado com as narrações, o conjunto de informações, mostra a seriedade do canal com a competição. Flávio Gomes é um monstro nos comentários de automobilismo. Não se aproxima com sua participação no Fox Rádio. Nas pistas ele é gigante. Informação, faz críticas pontuais e precisas, tece análises coerentes e conduz muito bem o espectador. A categoria não é um primor de emoção, mas o canal fez um ótimo trabalho.

POST-SCRIPTUM

A nanica Boavontade TV (emissora mantida pela LBV) esteve com repórter em Lima para final da Libertadores, já a grande Band...





Coluna do Professor #271, por Albio Melchioretto Coluna do Professor #271, por Albio Melchioretto Reviewed by Ribamar Xavier on domingo, dezembro 01, 2019 Rating: 5

Um comentário:

  1. VILLANI
    Está indo muito bem na RGT mas exagerou na dose nesse jogo da final.

    FUTEBOL E POLÍTICA
    Parabéns a policia chilena. Manifestação e protesto é uma coisa, vadiagem e baderna é outra. Parabéns a polícia do Chile por ter dado um corretivo nos baderneiros.

    FOX SPORTS FAZ POLE COM F-E
    Flavio Gomes é um bom jornalista, mas faz melhor o papel circense no FSR

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.