Coluna do Professor #263, por Albio Melchioretto


Colunista comenta sobre a possibilidade dos clubes brasileiros voltarem a negociar em bloco os direitos de transmissão de TV.


(Reprodução)
APRENDEU COMO SE FAZ?

Os clubes das Séries A e B articulam negociar os direitos de transmissão em bloco. Desde o imbróglio de 2011, quando a RedeTV! levou e não mostrou, os clubes da Série A negociam individualmente os direitos de transmissão. Mas há uma insegurança dos clubes diante das novidades que a Globo pretende implantar no pay-per-view e os resultados inseguros da TNT na audiência. A Premier League é referência em ganhos, a Bundesliga pensa em montar um streaming próprio, caso não tenha concorrência nas próximas negociações… já o Italiano, perdeu-se no streaming próprio. O ponto a considerar é o produto. Mas será que o histórico brasileirão de interesses pessoais, viradas de mesa, mudanças de regulamentado, pensará o produto além do umbigo dos próprios clubes?

A ESPN PELO VISTO NÃO APRENDEU

Na primeira semana após as mudanças estruturais do canal, diversos jogos ao vivo e a promessa de mais eventos esportivos na tela. Será? O que vemos hoje, é a normalidade, o WatchESPN cheio de eventos enquanto que ESPN2 e ESPN Extra mostrando Vts de programas repetidos a exaustão. O canal com certa regularidade esconde jogos da MLS; NWSL; A Copa das Nações Africanas do Oeste; Série B do Espanhol; Futebol Americano Universitário e por aí vai. Se não for possível mostrar tudo ao vivo, porque não mostrar em VT, em vez de repetir o que já tem passado? Seria ainda bacana mostrar com a tarja na tela de VT INÉDITO no lugar do famoso AO VIVO. Por que não?

FAKE NEWS, NEM TÃO FAKE…

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@professoralbio
E a Portuguesa, morreu ou não morreu? Circulou uma chamada da falência oficial do clube nas mídias sociais. Na quinta-feira, 03, a Lusa emite uma nota esclarecendo a inverdade da notícia. E a nota chama atenção para nosso comportamento do compartilhar sem atentar-se a fontes. Fato, a Portuguesa continua viva. Fato está falindo. Sem divisão no nacional; Série A2 no Paulista. Voltará a Série D quando fizer uma ótima campanha na Série A1 ou vencer a Copa Paulista, que neste ano foi eliminada no Grupo 3 na última posição. Se isso não for falência…

A CURVA DO EFEITO DAZN

Euroliga de Basquete; Turco e Mexicano, são as últimas novidades do DAZN. Em algum momento haverá um limite de compras e de suporte técnico para os eventos. Declaradamente resisto ao streaming, que é o presente, não mais apenas futuro. Penso que o negócio das vendas de direitos devesse separar direitos de mídia aberta; mídia fechada e mídia online e exigir a exibição na mídia pelo qual ele se destina. E vender perder as janelas aberta e fechada para online é também perder possíveis clientes e anunciantes… logo, logo, a curva do efeito DAZN aparecerá...





Coluna do Professor #263, por Albio Melchioretto Coluna do Professor #263, por Albio Melchioretto Reviewed by Ribamar Xavier on domingo, outubro 06, 2019 Rating: 5

2 comentários:

  1. ESPN trocou debates repetitivos por notícias repetidas. Ou seja, trocou a merda pelo vômito. Continua ruim e decepcionante um canal que, outrora, foi um exemplo.

    Quanto a DAZN, tão mirando em tudo até não poder mais.

    ResponderExcluir
  2. APRENDEU COMO SE FAZ
    Impossível. Só quem acredita em Papai Noel, no Bom Sense e na Primeira Liga vai botar fé nisso.

    A ESPN PELO VISTO NÃO APRENDEU
    Os caras na ESPN estão mais perdidos que cachorro que caiu do caminhão de mudança mas aos poucos vão se encontrar.

    FAKE NEWS, NEM TÃO FAKE…
    Virou o Bangu de São Paulo.

    A CURVA DO EFEITO DAZN
    Na boa, a maioria dos eventos tem essa divisão citada (aberta, fechado, internet), se as midias de tv aberta e fechada não tem interesse nos eventos, que culpa o stream tem disso?

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.