Coluna do Professor #261, por Albio Melchioretto


Colunista defende maior de destaque para o futsal nas transmissões da TV.


(Foto: Ulisses Castro/LNF)
QUAL O LUGAR DO FUTSAL NA TELEVISÃO BRASILEIRA?

Eu lembro que durante a Copa América, o canal Sportv adicionou várias partidas da Liga Nacional de Futsal, LNF, para preencher a grade. Hoje vivemos uma escassez do jogo na televisão. Em outros tempos, já tivemos a Liga em canal aberto, ou ainda, dois canais pagos mostrando, o já tradicional Sportv e a ESPN Brasil. O próprio Sportv já mostrou o Paulista; o Carioca; o Paranaense e o Catarinense – que é um dos estaduais mais equilibrados da categoria. A Libertadores, e algumas competições internacionais têm uma presença maior em nossas telas, mas são competições de curta temporada. A Champions já passou pelo ESPN e o Esporte Interativo mostrou o Espanhol… mostrava, mostrava, mostrava. Qual o lugar do Futsal hoje?

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@professoralbio
A pergunta vem diante de algumas reflexões sobre sua ausência e é legitimada ao conferir a tabela das Oitavas de final da LNF. Dos oito encontros, três de ida e mais três de volta serão mostrados. É pouco diante da qualidade que temos a oferecer. O Sportv tem minguado a janela da LNF. A Taça Brasil não teve, sequer a final mostrada. Os estaduais ainda respiram por iniciativas de canais locais. O Paranaense, perdeu a Paraná Educativa (atual Paraná Turismo) e está apenas com os jogos do Cascavel na CATVE; o Gaúcho esteve na TVE-RS, e a fase final na TV Brasil (parabéns ao canal, mostrar o esporte não hegemônico é papel da TV pública) e o Cearense tem uma janela maior na TV Diário, com um jogo semanal para todo o Brasil. O canal étnico RTPi, mostra o Português com um jogo semanal aos domingos pela manhã.

O Futsal merece um lugar maior de destaque. Somos um país representativo na modalidade. Nossos torneios são de ótima qualidade. O jogo é dinâmico e rápido. Então, o que falta para ocupar um lugar maior na televisão? A tendência de levá-lo cada vez mais para o streaming poderá ser um erro. O fã do futsal, raramente é um torcedor, no sentido futebolístico. Muitos podem até acompanhar o time da cidade, mas fora da janela da televisão será uma privação de um público maior. A Liga deveria repensar esta possibilidade. Os canais perdem de ter um produto e deixam de explorar um esporte que poderia lhe trazer um retorno interessante.





Coluna do Professor #261, por Albio Melchioretto Coluna do Professor #261, por Albio Melchioretto Reviewed by Ribamar Xavier on domingo, setembro 22, 2019 Rating: 5

5 comentários:

  1. Acredito que uma saída pro Futsal brasileiro é fazer algo parecido com o que o NBB fez. Tirar o monopólio de um único canal e distribuir por vários. Assim teremos jogos em Espn, Fox, BandSports Dazn e TV Nsports.

    ResponderExcluir
  2. Muito esporte bom com falta de espaço na mídia. Uma pena.

    ResponderExcluir
  3. Taça Brasil a final passou no SporTV sim. Eu assisti.

    ResponderExcluir
  4. A Liga Futsal é o melhor campeonato de bola rolando, disputado no Brasil! Pena que é "encaixado" na grade do Sportv!

    ResponderExcluir
  5. Realmente eles desprezam o futsal. O que salva além dos já citados é o TV NSPORTS em parceria com a própria LNF e as midias como youtube e facebook.

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.