Bernardinho relembra carreira campeã dentro do vôlei brasileiro no ‘Conversa com Bial’

(Reprodução)

O convidado do 'Conversa com Bial' desta quarta-feira (25), na Globo, é o tipo de pessoa que nasceu para vencer, mas foi no voleibol que deixou a sua marca como um dos maiores campeões da história. No programa, Bernardo Rocha de Rezende, o Bernardinho, bate um papo leve e descontraído sobre o período em que passou comandando times na beira da quadra e os bastidores de um esporte que vem conquistando cada vez mais os brasileiros.


Com mais de trinta títulos importantes e vinte e dois anos de carreira dirigindo as seleções brasileiras feminina e masculina de vôlei, Bernardinho não esconde o seu comprometimento com o dever: "Eu tenho obsessão pelo trabalho, adoro tudo o que faço. Não me concedo um tempo muito grande para férias". No entanto, o ex-treinador deixa claro que até os campeões têm os seus momentos de desencanto: "A pior frustração é quando eu não consigo somar, agregar valor na carreira de alguém, ou seja, ver alguém com grande talento sem poder potencializar tudo o que poderia ser feito."

A Pedro Bial, Bernardinho também fala sobre a sua relação com o filho, o levantador Bruno Rezende, sem esconder o orgulho paterno. "Na frente dos outros jogadores, não tinha essa de ser pai. Quando ficamos com a prata, nas Olimpíadas de Londres, em 2012, ele me disse que o nosso estava guardado. Quatro anos depois, quando conquistamos o ouro, só os jogadores ganharam medalhas. Então Bruninho foi até mim e pendurou a medalha dele no meu pescoço", recorda emocionado. A incrível atuação da seleção masculina de voleibol, em 2016, Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, também foi um dos assuntos da entrevista. "O jogo que fizemos com a França foi o mais tenso da minha carreira", lembra o ex-técnico sobre a partida que classificou a seleção brasileira para as quartas de final da competição.

Olhando para o futuro, Pedro Bial e Bernardinho discutem sobre o próximo grande evento do esporte: Os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Bernardinho garante que vai aproveitar para acompanhar as competições de outra forma: "É difícil ficar de fora, ainda mais depois de tantas competições do lado de dentro. Mas eu adoro esportes em geral e, como torcedor, sou diferente, sou mais calmo", brinca sobre a sua fama de impaciente. Ainda sobre essa característica que, ao longo dos anos, rendeu simpatia e antipatia da torcida, Bernardinho explica: "Com o ginásio lotado, na beira da quadra, era diferente. No vestiário eu usava um tom mais ameno."

Com direção artística de Monica Almeida, o 'Conversa com Bial' é exibido após o 'Jornal da Globo'.





Bernardinho relembra carreira campeã dentro do vôlei brasileiro no ‘Conversa com Bial’ Bernardinho relembra carreira campeã dentro do vôlei brasileiro no ‘Conversa com Bial’ Reviewed by Ribamar Xavier on segunda-feira, setembro 23, 2019 Rating: 5

Um comentário:

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.