(Reprodução)

Dois fatores foram determinantes na decisão da Globo de exibir para toda rede jogos de futebol sem envolvimento de clubes do Rio e São Paulo: acordos comerciais e audiência. Com o expediente a sessão 'Cinema Especial' ser colocada de lado.


De acordo com o UOL, por Flávio Ricco,  na venda do futebol aos seus anunciantes, é definida a transmissão de um número "x" de jogos ao longo da temporada e competições como a Copa do Brasil e Libertadores passaram a ser fundamentais nesta conta, independentemente dos clubes que vão a campo.

Além disso, os resultados de audiência do futebol, de uns tempos para cá, se colocam entre os principais de toda a Globo. Para se ter uma ideia, considerando só as duas últimas semanas, no dia 7, a transmissão de Cruzeiro e Internacional alcançou média de 22,9 contra 12,3 do SBT e 6,8 da Record. Na quarta, 14, jogo Grêmio e Athletico Paranaense, fechou com 23,1, à frente de 10,6 do SBT e 7,6 da Record.