Repórter da Rádio Guaíba relata assédio nos arredores do Beira-Rio


A repórter Laura Gross, da Rádio Guaíba de Porto Alegre foi vítima de assédio enquanto trabalhava nos arredores do estádio Beira-Rio nesta quarta-feira (3), antes da partida entre Internacional x River Plate, pela Copa Libertadores da América. As informações foram publicadas pelo UOL Esporte, por Beatriz Cesarini.

Ela foi beijada à força por um torcedor enquanto fazia entrevistas. "Depois que entrevistei um último torcedor que disse ser de São Miguel do Oeste, pararam dois torcedores do meu lado e disseram que também eram dessa mesma cidade e que queriam ser entrevistados. Eu vi que eles estavam um pouco alterados alcoolicamente e até comentei: "olha, eu já terminei aqui embaixo, eu preciso subir, não vou entrevistar mais torcedores aqui", relatou.

(Reprodução/Twitter)
Apesar da fala de Laura, os torcedores teriam permanecido no local e passaram a fazer comentários em relação à aparência dela. "Eles falaram 'ah, mas tu és tão linda, a gente não pode perder essa oportunidade'. E um deles, que não vou me lembrar exatamente como ele era, veio e tentou me dar um beijo e eu virei a cara. Acabou encostando na bochecha e eu limpei. Ele me viu limpando. Depois, ele veio de novo e fez de novo a mesma coisa. Eu disse 'não quero beijo, já deu, já chega'. Fui meio grossa. Saí limpando de novo e ele: 'mas tu és tão linda, volta aqui'".

Após se livrar dos dois torcedores, Laura se dirigiu à cabine de transmissão da "Rádio Guaíba" e foi auxiliada pelos companheiros de equipe. "Conversei com meus colegas que estavam na cabine e eles me deixaram à vontade para ver se eu conseguia tocar a jornada", explicou.

"Foi ruim, né. Fiquei meio desnorteada. Apesar de já ter acontecido - e aconteceu ontem mesmo vários 'ai, como tu és linda' -, mas um caso como esse, de um torcedor tentar me agarrar, não tinha acontecido ainda. É uma situação que eu não desejo para ninguém, não quero que ninguém passe. E foi difícil voltar para a jornada, bem difícil. Mas eu tentei seguir o meu trabalho. As outras pessoas não têm culpa do que alguns torcedores fazem", completou.

ATUALIZAÇÃO: O Internacional utilizou o sistema de câmeras do Beira-Rio e encontrou o agressor da jornalista. De acordo com o UOL Esporte, o clube abrirá um processo interno que pode culminar com a exclusão dele do quadro social.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no INSTAGRAM.



Repórter da Rádio Guaíba relata assédio nos arredores do Beira-Rio Repórter da Rádio Guaíba relata assédio nos arredores do Beira-Rio Reviewed by Ribamar Xavier on quinta-feira, abril 04, 2019 Rating: 5

Um comentário:

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.