Repórter do SporTV discute com internauta que postou comentário homofóbico no Twitter


Da redação do Esporteemidia.com

O grito homofóbico do jogador Fellipe Bastos do Vasco, no último domingo, após a conquista da Taça Guanabara e com objetivo de provocar o Fluminense, mereceu uma forte critica da repórter Livia Laranjeira, do SporTV, ao compartilhar a noticia sobre o atleta nas redes sociais.

"Meu sonho é que os 'viados' se sintam bem-vindos em todos os estádios, por todas as torcidas. Que ser 'time de viado' seja motivo de orgulho. Que as pessoas entendam de uma vez por todas que orientação sexual não é xingamento. Falta muito para a gente chegar lá?", escreveu.

(Reprodução/SporTV)
A opinião da jornalista acabou sendo o estopim para uma discussão virtual dela com um seguidor no Twitter. "Agora é você quem decide com o que eu devo me ofender? Ah, tá. Ser gay vai ser eternamente motivo de chacota para nós héteros, porque gay é fragilidade masculina. Dar o c… é feio, está bom?", publicou o internauta.

A repórter respondeu."Olha, Fernando, estou para te dizer que se você se incomoda com o que os outros fazem com o c…, frágil é a sua masculinidade".

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no INSTAGRAM.



Repórter do SporTV discute com internauta que postou comentário homofóbico no Twitter Repórter do SporTV discute com internauta que postou comentário homofóbico no Twitter Reviewed by Ribamar Xavier on terça-feira, fevereiro 19, 2019 Rating: 5

7 comentários:

  1. Esses jornalistas são todos de esquerdas (picaretas) e precisam dessas "polêmicas" pra fazer a militância ideológica deles. Só assisto evento ao vivo, não dou audiência pra charlatões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz bem Sérgio. Muito bla-bla-bla que não acrescenta em nada.

      Excluir
    2. Universidades e faculdades aqui no Brasil são praticamente todas esquerdas, formam esquerdas. Não me surpreende, por exemplo, ver a ESPN cheia de pessoas que carregam essa ideologia.

      Excluir
  2. Solidariezar-se com as minorias que durante séculos são motivo de chacota e piadas constrangedoras, como os gays, negros, moradores de favelas, nordestinos, entre outros, é ser de esquerda...Muito bem Livia Laranjeiras. E que os opressores sejam identificados e punidos no rigor da lei...A lei deve ser para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que com a família em si nunca vi posicionamento nenhum dessa turma, raramente o tem e quando tem, sempre escamba pro lado das minorias coitadinhas. Tem preconceito absurdo, sim tem mesmo, mas alguns só defendem algumas bandeiras por questões políticas ou ideológicas mesmo. Igual na outra matéria que comentamos, fazem a manifestação quando convém, visando sempre algo a mais por causa disso.

      Excluir
    2. Quer uma ação boa pra diminuir consideravelmente com racismo, violência e preconceito nos estádios? Proibe as organizadas por um bom tempo de ir aos estádios pra ver se não melhora.

      Excluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.