ESPN amplia distribuição e fecha 2018 com 50 novos parceiros em TV fechada e banda larga


Com estratégia focada na entrega de conteúdo multiplataforma e na tendência de hábitos de consumo do fã do esporte, a ESPN encerrou o ano de 2018 ampliando o número de parcerias de distribuição na TV paga e também na banda larga. Contabilizando os acordos foram mais de 50 contratos fechados no último ano, com destaque para o volume de empresas provedoras de banda larga, um mercado que vem crescendo exponencialmente no Brasil, que passaram a distribuir as plataformas da emissora.

(Reprodução)
O ESPN Extra, mais recente canal linear do grupo, também apresentou um resultado importante, passou a ser distribuído por 48 novos parceiros superando mais de 4 milhões de assinantes em apenas um ano. Contando com programação focada nos esportes femininos, eSports, esportes radicais, ligas americanas e conteúdo regional, o ESPN Extra entrou no pacote de ofertas de 26 novos provedores de banda larga e 22 operadoras de TV por assinatura, com destaque para entrada nos serviços de mobile de grandes players.

Outro fator de destaque está no aumento da distribuição da ESPN Brasil, canal de maior base da emissora que garantiu uma ampliação de 49% em seu número de assinantes. Após conquistar aumento de audiência em mais um ano, a ESPN Brasil encerrou 2018 registrando a liderança da TV em diversos momentos ao longo do calendário do futebol internacional.

Para 2019, a emissora projeta continuar ampliando os seus modelos de distribuição com novos acordos que devem ser fechados no primeiro trimestre.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no INSTAGRAM.



ESPN amplia distribuição e fecha 2018 com 50 novos parceiros em TV fechada e banda larga ESPN amplia distribuição e fecha 2018 com 50 novos parceiros em TV fechada e banda larga Reviewed by Ribamar Xavier on quinta-feira, fevereiro 07, 2019 Rating: 5

5 comentários:

  1. uma bosta, perderam um monte de conteúdo e ainda colocam o canal principal apenas nos pacotes mais caros

    ResponderExcluir
  2. Que adianta fechar varias parcerias dessas mas perder varias competições como vem perdendo.

    ResponderExcluir
  3. Acho que a ESPN ta investindo muito com a Premier League claro está dando audiência mas eu gostava de ver a Bundesliga na ESPN agora só o que da audiência na ESPN é o Inglês e a NFL e com a NBA não sei como é a audiência mas mesmo assim tem uma época do ano que a ESPN fica sem eventos durante a semana só nos fins e com a chegada do Streaming a coisa tende a piorar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teoricamente é fácil resolver o problema da ESPN, eles só tem que comprar todos os concorrentes. Nos últimos anos os direitos de transmissão tem ficado mais caros por causa da concorrência, se eliminarem a concorrência fica mais barato comprar mais eventos.

      Excluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.