Coluna do Professor #228, por Albio Melchioretto


2019: PERSPECTIVAS DA TELEVISÃO BRASILEIRA

Esperei um mês para pensar perspectivas da televisão brasileira. Não o fiz antes, porque minha intenção é propor uma leitura de fatos e não um exercício de futurologia apenas. Final de ano é sempre um tempo oportuno de adivinhações, mas quis fugir desta lógica. Nesta coluna quero transitar apenas pela televisão aberta. Interessante pensar que será um ano sem grandes marcações, como Copa do Mundo, Olimpíada ou Eleições, nada disso…

Colunista fala das perspectivas da mídia esportiva na TV aberta (Reprodução)
A Rede Globo já mudou a grade matinal, promete alterar a vespertina e conversas sobre um “novo” Globo Esporte são recorrentes, um que atinja a nova audiência. Futebol nas quartas, com menor janela. Em junho haverá a Copa América, única aberta a mostrar. Na concorrência direta pela audiência, a RecordTV já planeja e fala do Pan Lima-19, mas os dois canais do grupo somente mostrarão a competição em si, com maior ênfase ao canal News, sem criar hábito no torcedor, será difícil registrar audiências significativas, pois não mostra mais nada, lamentável. O SBT, de poucas movimentações, mas de muitas mudanças na grade, e agora fora das parabólicas com recepção digital, mostra apenas a Copa Nordeste para a região, seria muito bacana contar com algo em nível nacional, mas isto parece um sonho. A Band, via Flávio Ricco, ficamos sabendo de intenções no esporte, mas adquirir para esconder na madrugada, não é lucro. O programa Terceiro Tempo voltou com força e a direção da casa promete menos brincadeiras no Jogo Aberto e Donos da Bola, se sérios, são ótimas possibilidades, mas você acredita na seriedade como uma possibilidade? Por outros, a RedeTV! firme e forte no Inglês, e TV Gazeta no Vôlei e RedeVida com a parceria com a Federação Paulista.

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@professoralbio
É pouco. Você não acha? A televisão aberta é limitada no esporte. Mostra-se pouco, futebol não é rotina na televisão, cada vez menos jogos são vistos. Temos um distanciamento do grande público. Este movimento, a longo prazo, pode ser maléfico para formação de torcida. Se o futebol está escasso, que dirá dos outros esportes. E aqui vai a minha crítica aos últimos governos. Ao invés de cortar incentivos, poder-se-ia gerar espaços para promover o esporte na televisão brasileira. Não só o futebol. Por ora, ainda a Globo é o canal com maior espaço para o esporte, mas o que poderíamos ter a mais e melhor?

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no INSTAGRAM.



Coluna do Professor #228, por Albio Melchioretto Coluna do Professor #228, por Albio Melchioretto Reviewed by Ribamar Xavier on domingo, fevereiro 03, 2019 Rating: 5

4 comentários:

  1. Em relação a copa do nordeste,compensa para o SBT?Na poderosa um jogo do estadual atinge pelo menos o dobro de pontos e a liderança quando acontece,e apenas no segundo tempo.

    ResponderExcluir
  2. Acho difícil das emissoras tentarem investir em esporte agora. Eu adoraria que fosse como nos anos 90 onde você tinha a opção que quisesse ver nos canais abertos.

    Falando do hoje:

    - Rede TV vai passar a Nascar em compactos semanais, nos moldes de como era na Record. Eu acho que deveria ser no máximo em dois dias após a realização das provas e não uma semana depois.
    - Bandeirantes: ainda não se sabe se exibirá a Indy esse ano, que será o último em seu contrato. Só ainda exibe pois a multa é alta.
    - SBT e Record pra mim não terá nada de novo. O SBT ainda tem coragem de exibir o futebol ainda que regionalmente e a Record pra mim não sei como ainda exibe esporte em sua grade. Talentos como Millena Ceribelli, Lucas pereira já poderiam estar em outras emissoras e não na Record.
    - Globo: ainda acho ótimo que invistam nos estaduais além dos principais.

    ResponderExcluir
  3. De que forma o governo poderia gerar espaços para promover o esporte na tv aberta?

    Seria ótimo, mas de que forma? Nos canais públicos com eventos menores nacionais , e um espaço para liga futsal e outros eventos maiores nos próprios canais públicos ? Os menores seria difícil nos canais tradicionais.

    ResponderExcluir
  4. Transmissões esportivas na tv aberta acho que em 10 anos vai ficar só pra história. O que não migrar para a tv paga, vai para a web.

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.