COLUNA #169 | Novo ano, novas críticas, por Alipio Jr.


lá a todos!

Espero que todos os leitores tenham passado bem a entrada de ano e feito sua caixinha de promessas particular. Desejo um 2019 de muitas realizações e felicidades. E que o meu time seja campeão de algo relevante, além do Estadual amém.

Mudanças globais I
A Rede Globo resolveu não televisionar os jogos do campeonato estadual carioca, nas quartas-feiras, em janeiro. Alguns falam que é preparação para o novo horário (21h30min) já em fevereiro. O que não pode ser verdade, se considerarmos que estamos há quase 2 meses sem futebol na TV aberta. É só tascar o anúncio em exibir.

Colunista comenta decisão da Globo de não mostrar estaduais nos meios de semana de janeiro (Reprodução)
Os profetas do Apocalipse já falam que é uma preparação para o fim dos Estaduais para daqui há alguns anos. Olha, pode até ser. Eu duvido. Os Estaduais são os responsáveis por manter os mesmos caras no comando das Federações e acreditar que vão largar o osso em algum dia, é bem improvável.

Mudanças globais II
A chegada de Rodrigo Rodrigues é uma aquisição e tanto no time do SPORTV. Apresentador carismático e experiente, tem tudo para melhorar o programa que assumir. Dizem que será o Redação, inicialmente. Preferia que devolvessem o Rizek pro Redação e ele assumisse o Seleção. RR já demonstrou que pode conduzir programas com grande número de participantes.

Fim do patrocínio
Alipio Jr.
@alipiojr
A CBF exige time feminino dos clubes brasileiros. A CONMEBOL exige time feminino dos clubes brasileiros. Aí o Campeonato Feminino da modalidade perde o principal patrocínio. Na mesma semana o SP apresenta a Cristiane e a quantidade de ‘likes’ e ‘views’ (forma moderna de acompanhar o impacto) são equiparáveis a jogadores do futebol masculino. Tudo isso é interessante, exceto o silêncio da imprensa.

Que o tema não renda em programas até acredito, mas acho que esse desdém não se coaduna com o discurso de mudança e inclusão que alguns canais e apresentadores tentam vender em suas redes sociais.

Por enquanto é isso. Vamos em frente que tem muita coisa pra reclamar, elogiar e pedir pra melhorar ao longo do ano.

Abraços e até a próxima.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no INSTAGRAM.



COLUNA #169 | Novo ano, novas críticas, por Alipio Jr. COLUNA #169 | Novo ano, novas críticas, por Alipio Jr. Reviewed by Ribamar Xavier on domingo, janeiro 20, 2019 Rating: 5

3 comentários:

  1. Estaduais
    Os estaduais não vão acabar, por mais poderosa que a Globo seja, é uma mega empresa bandida contra 27 bandidos pós doutorados das federações. O que pode acontecer é a Globo transmitir só Paulista e o Carioca pra todo o Brasil, mas acabar, duvido.

    Mudanças globais II
    Uma boa contratação. Agora curiosos como mandam alguns profissionais embora por lá e mantém o Cartolixo no quadro de funcionários.

    Fim do patrocínio
    Futebol feminino só dá prejuízo, não dá audiência e nem retorno financeiro. Por mais justo que seja, vai demorar pra ter o espaço e divulgação q merecem aqui e no restante da América do Sul.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre os estaduais, concordo com o Diego. Não passa de uma falácia do Petraglia que adora falar demais. O Atlético Paranaense não vivia dizendo que não queria fechar com a Globo e fechou a cota para o Brasileiro. E então?

      No máximo voltaríamos aos anos 90 onde o Paulista e o Carioca eram os campeonatos transmitidos para todo o Brasil.

      Se fosse a Globo não iria para o exagero de transmitir todos os jogos do Paulista no Premiere. Joga uns 3 jogos para as afiliadas transmitirem e aos domingos reotna o expediente de dois jogos para o estado.

      Sobre o Cartola: por mim já nem deveria existir. Porcaria sem utilidade.

      Futebol feminino.
      Ninguém se interessa por um produto que nem a CBF e as federações levam a sério. Só se mexeram agora com a exigência da CONMEBOL. Do contrário, esquece. E vai demorar muito para o futebol feminino ter a mesma audiência/repercussão/qualidade que o futebol masculino.

      Excluir
  2. Alguns estaduais são muito fraco o nível tecnico,não tem condições de serem transmitido ,melhor transmitir paulista ou carioca

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.