Repórter da Globo diz que não foi vítima de assédio e agradece manifestações de apoio

A repórter Fabíola Andrade, repórter da Globo, chegou à conclusão de que não foi abusada ou assediada por um auxiliar de filmagem durante o jogo entre Corinthians e Vasco, no último sábado (17) na Arena Corinthians. As informações são do UOL Esporte.

"Conversei com o meu colega que trabalha comigo há cinco anos. Ele me procurou várias vezes hoje. Pra mim não aconteceu assédio ou abuso. Ele estava manuseando o cabo de áudio que fica preso à minha roupa durante a transmissão, situação comum em dias de jogos", explicou ela no Instragram.

Inicialmente, por meio de vídeo nas redes sociais, muitos acreditaram que o profissional teria passado a mão nas nádegas da repórter. Novas imagens analisadas por Fabíola mostraram que ele estava apenas enrolando o cabo de um equipamento.

(Reprodução/SporTV)
"Agradeço todas as manifestações de apoio e solidariedade, seja de amigos, seguidores, telespectadores, clubes e movimentos que lutam pelo respeito e pela igualdade de gênero. O episódio serviu para mostrar, mais uma vez, que essa luta se fortalece cada vez mais", completou a jornalista.

Na manhã desta segunda-feira (19), o Corinthians havia se manifestado em solidariedade à jornalista. "O Sport Club Corinthians Paulista se solidariza com a repórter Fabiola Faria Andrade, vítima de assédio por um colega de imprensa durante a confusão no jogo de sábado. O episódio lamentável é prova irrefutável da importância das várias iniciativas do clube", publicou.

O movimento #DeixaElaTrabalhar também se manifestou sobre o ocorrido. "O movimento #DeixaElaTrabalhar expressa profunda indignação pelo que aconteceu na partida entre Corinthians x Vasco, no último sábado (17/11), em Itaquera. As imagens que circulam nas redes sociais mostram o que, lamentavelmente, acontece em diferentes contextos, no metrô, na rua, no estádio e escancaram atitudes que devem ser repudiadas e punidas. Nosso total apoio e solidariedade à colega que estava no campo trabalhando e que nesta, como em qualquer outra situação, merece RESPEITO. #deixaelatrabalhar"

Veja vídeo que circula nas redes sociais.


Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no GOOGLE+.



Repórter da Globo diz que não foi vítima de assédio e agradece manifestações de apoio Repórter da Globo diz que não foi vítima de assédio e agradece manifestações de apoio Reviewed by Ribamar Xavier on segunda-feira, novembro 19, 2018 Rating: 5

9 comentários:

  1. Com tanta mulher fácil por aí, quem comete tal ato deve apanhar duas vezes.

    ResponderExcluir
  2. Muito mimimi, muita encheção de saco. Tudo virou assédio, machismo, supremacismo etc. Só as "ditas minorias" gozam de imunidade. Se for negro, quilombola, indígena, gay, pode fazer o que quer, ficar pelado, o escambau.
    A hora em que o homem-comum começar a se recusar a prover, a assegurar, aí o que vai dar de gente reclamando a falta será uma grandeza. Aliás, já vem acontecendo. Certo estava o Dillinger. Fique longe dos problemas. As red-house estão aí pra isso ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imaginem um maluco desses com porte de arma liberado???? Discurso digno de um psicopata/atirador/terrorista.

      Excluir
  3. O julgamento fácil das redes sociais quase acabaram com a reputação de mais uma pessoa. Ainda bem que a situação foi rapidamente resolvida e explicada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas que o vídeo dá a impressão real de assédio isso dá.

      Excluir
  4. A turminha da rénoquibe, os pregas-frouxas como sempre buscando seu estrelismo na categoria mi-mi-mi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. O Rafael ali em cima pode ser enquadrado nesta categoria. Menino flácido. Deve ter um alargador nas orelhas, se vestir como hippie e usar bolsinha à tiracolo.

      Excluir
  5. Essa mesma patrulha que gosta de julgar os outros podem vasculhar que acham coisas até pior dessa galera, ninguém é santo, mas quando a se torna vidraça aí a história é outra.

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.