Morre no interior de São Paulo o narrador esportivo Luiz Carlos Fabrini

O narrador esportivo Luiz Carlos Fabrini morreu nesta quinta-feira (27), em São José do Rio Preto, aos 84 anos. De acordo com o Globoesporte.com, ele estava internado no Hospital de Base da cidade há alguns dias tratando problemas de saúde.

(Foto: O Diário)
O narrador trabalhava há mais de uma década na Rede Vida e atuou em transmissões da Copa São Paulo de Futebol Júnior e nas divisões de acesso do Campeonato Paulista pela emissora sediada em Rio Preto. Era conhecido também pelos seus bordões, como "o gol é seu".

Fabrini iniciou a carreira em Barretos, sua cidade-natal, na década de 1950, e passou por diversas rádios do sudeste do Brasil, incluindo emissoras de Minas Gerais, do interior paulista e a Nacional de São Paulo, que depois se transformou na Rádio Globo.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no GOOGLE+.



Morre no interior de São Paulo o narrador esportivo Luiz Carlos Fabrini Morre no interior de São Paulo o narrador esportivo Luiz Carlos Fabrini Reviewed by Ribamar Xavier on quinta-feira, setembro 27, 2018 Rating: 5

13 comentários:

  1. Sou fã de locução esportiva,e vi muitos jogos na REDE VIDA com narração dele,uma perda e tanto...

    ResponderExcluir
  2. Quando eu morava em SP e ainda não tinha TV a cabo, o futebol na Rede Vida salvava meus finais de semana, eu lembro da época em que o canal passava até 3 jogos por final de semana, dois no sábado e um no domingo, eram jogos da série A2 e A3, quando eu pensava em ver futebol na Rede vida eu já lembrava do Fabrini. Que Deus o tenha em bom lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi bom d+. Era jogo as 15 e as 19 no sábado e um no domingo as 10, das séries A2, A3, B1, Copa Paulista, Feminino e Copa São Paulo. Infelizmente quando a Série A emplacou o horário do domingo as 11h, a Rede Vida deu um passo pra trás, abandonando os times do interior e os telespectadores, mostrando apenas um jogo fraco de base no sábado as 11 da manhã, fora a qualidade da equipe que despencou pra valer.

      Quanto ao Fabrini, uma pena; Ele já não estava tão lúcido, estava meio no estilo Luciano du Valle antes de morrer, mas ainda assim participava e comandava a equipe de jornalismo / esportivo do canal e dava sua colaboração nas missas realizadas na própria Rede Vida.

      Excluir
    2. Quanto aos narradores atuais eu concordo que são os piores possíveis. Eu cheguei a acompanhar algumas transmissões e não aguentei 5 minutos. Agora a Rede Vida só vale um adendo Diego; os jogos aos sábados eram às 17:00 e às 19:00 (tudo se encaixando após as missas do Padre Marcelo) e aos domingos às 10 da manhã (também aproveitando o horário após a missa das 9).

      Outra coisa que eles abandonaram também foram as transmissões in-loco. Mais uma a aderir aos estúdios. Uma pena.

      Quanto aos campeonatos que transmite, adoraria ver ela transmitindo jogos de equipes fora do estado de São Paulo. Ela casaria muito bem com uma Série D por exemplo.

      Excluir
    3. Verdade, isso mesmo. Realmente seria legal cobrir os times de SP e até de fora do estado na Série D. Quem sabe um dia façam isso.

      Excluir
    4. Realmente a rede vida sempre fez um ótimo trabalho com as competições de base do nosso futebol,e o cabrini era o narrador que eu gostava muito...

      Vai fazer falta

      Excluir
  3. Uma pena , um narrador muito bom, assisti muitos jogos na rede vida com suas narrações, náo tinha baboseira em suas narrações era muito competente e direto em suas falas, O Gol é seu Luiz, descanse ao lado do pai!

    ResponderExcluir
  4. As narrações e as transmissões da Rede Vida eram bem simples e modestas, lembrando o começo dos anos 70 e 80. Narrações de certa forma simples e até estranhas pra quem acostumou a ver os jogos nas grandes emissoras.

    Vai fazer falta.

    ResponderExcluir
  5. Assisti muitos jogos na Rede Vida com a narração dele e no começo de 2014 leu ao vivo uma participação minha num jogo da Copa SP entre Palmeiras x Fluminense de Feira. Deixa saudades e muitas boas lembranças. Que Deus o tenha recebido bem, grande Fabrini!

    ResponderExcluir
  6. Outro fato legal nas locuções dele nessa epoca era a divulgação das cidades envolvidas no jogo. Fazia um breve resumo sobre a cidade do time mandante e do time visitante. Creio que muita gente deve ter aprendido um pouco geograficamente e culturalmente sobre as cidades do interior de SP acompanhando as narrações dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Diego,e eles sempre passavam o banco de reservas com a posição do jogador e falavam dos atletas e treinadores,aonde passaram antes,muitas vezes criando amizade com eles à cada transmissão. Falando até daqueles de outros Estados e que seus familiares e amigos estavam assistindo aos jogos.

      Excluir
  7. Sempre falei de um jogo do Tanabi narrado por ele e um sábado à noite em que surgiu um tal de Edilson e que na semana seguinte estava comendo a bola no Guarani. Muitos sábados 19:00 e domingo Às 10:00, dediquei meu tempo à ele e a Rede Vida com as Séries A2 e A3. Segundo Grande Narrador que perde a Rede Vida,o esporte e nós. Meus sentimentos à sua família.

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.