COLUNA #75 | Quem Te Viu, Quem TV, por Carlos Salvador

Nova grade
Começa hoje de forma oficial a nova programação da ESPN. Alterações de programas, horários, âncoras e mais horas ao vivo no ar. Desde que se iniciou a gestão Palomino, esta é a terceira grande alteração nos canais da emissora. Algumas foram necessárias, outras talvez nem tanto. O domingo agora terá uma edição do Linha de Passe, programa de maior histórico da emissora, e para o colunista, não necessariamente o melhor, nem de longe. A repetida bancada sempre do ‘núcleo Linha de Passe’, parece-me mais algo como um vicio da direção da emissora, do que a escolha dos melhores.

Colunista comenta a nova grade da ESPN Brasil (Divulgação/ESPN)
Novos programas
Claramente a ida do Resenha para a noite de sexta, foi uma forma de tentar bater de frente com a Série B ao vivo no SporTV. Um acerto da direção, visto que o Resenha tem grande audiência e traz um clima diferente de histórias dos boleiros. A extensão do BB Debate e com a forma que ele é apresentado, e agora com 3 horas de duração, tornará cansativo para quem assiste. Muitas vezes o programa foge do que deveria ser, é repetitivo em algumas informações, sem contar em certos ‘furos’ sobre transferências, super times e comparativos entre times brasileiros e europeus.

Sem retratação, mas merece?
O imbróglio continua entre Thiago Neves e Mauro Cezar Pereira da ESPN. Depois do jogador acreditar em um comentário Fake nas redes sociais, e tripudiar em cima do comentarista, Mauro Cezar esperava ao menos uma retratação do jogador. Mas é necessário? Mauro é um jornalista, sua principal função é opinar, não importa a posição. Muitas vezes passa o ponto, seja em programas ou em seus perfis na internet. Sempre que alguém contesta suas opiniões, é sumariamente repelido ou até bloqueado, sem qualquer tentativa de argumentação. Não seria muito coerente esperar uma retratação de Thiago Neves, ou de qualquer outro jogador.

Carlos Salvador
fb.com/carlosaugusto.salvador
@calosalvador
Áudio vazado
Quinta feira, quem assistiu ao confronto entre Alemanha e França no EI Plus e ficou atento ao intervalo se deparou com o áudio vazado da transmissão, e um diálogo sobre o incidente recém ocorrido: a facada no candidato a presidente, Jair Bolsonaro:
André Henning: - Esfaquearam o Bolsonoro? Como assim, gente?
Pessoa não identificada: - Esfaquearam. Acabaram de dar a eleição pra ele, principalmente se for alguém com uma camisa vermelha.

Áudio vazado II
Com relação ao diálogo, em princípio nada comprometedor, seja com a figura publica do narrador, ou do comentarista Vitor Sergio (que não é o dono da 2ª voz). A preocupação fica por conta de um descuido onde o áudio da emissora é vazado, onde opiniões são emitidas ‘in off’, muitas vezes diálogos com informações sigilosas da emissora, conversas sobre audiência, sobre concorrentes, ou até comentários que não podem ir ao ar. Descuido que a Turner precisa corrigir o quanto antes na sua plataforma digital.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no GOOGLE+.



COLUNA #75 | Quem Te Viu, Quem TV, por Carlos Salvador COLUNA #75 | Quem Te Viu, Quem TV, por Carlos Salvador Reviewed by Ribamar Xavier on segunda-feira, setembro 10, 2018 Rating: 5

5 comentários:

  1. Sobre a nova grade da espn , só muda o nome dos programas, permanece o conteúdo repetitivo, o baixo nível das discussões e a tentativa de imbecilizacao do telespectador como aquele BB debate que parece uma reunião de bêbados. Mauro Cezar é um babaca, não ficaria 5 minutos ao lado do sujeito, nos debates é nítido que nem seus colegas o suportam. sobre o vazamento de áudio, às vezes é legal, a maioria dos jornalistas interpretam personagens, como telespectador gosto de ver quem é quem sem máscaras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você foi certeiro. Esse BB da hora do almoço é um dos programas mais imbecis que já tive o desprazer de ver na TV, em qualquer área. E os caras ainda são arrogantes quando recebem críticas. Uma coisa é ser bem humorado, outra é ser boboca, como é o caso desse programa e de boa parte da programação atual da ESPN, infelizmente.

      Excluir
  2. Nova grade
    A famosa troca de 6 por meia duzia.

    Sem retratação, mas merece?
    O Mauro Cezar fala um monte de m. e não se retrara, Quando fazem uma com ele quer pedidinho de desculpa?

    ResponderExcluir
  3. Essa "mudança" da grade da ESPN é de um cinismo que beira o ridículo. Tinha dito em outro comentário que seria algo apenas para "inglês ver" e não deu outra. Só mudaram o nome dos 321 Bate-Bola da grade pois estava pegando mal. É inacreditável como o canal caiu de qualidade nos últimos anos. E o mais inacreditável é que, se a FOX acabar mesmo por aqui, as coisas podem ainda cair no colo e o cenário ficar favorável à ESPN, quase que sem esforço, o que seria bizarro.

    ResponderExcluir
  4. Sobre as transmissões na TNT e no Space; podem estar agradando a UEFA e ao pessoal da Turner, mas para quem dizia que o Esporte Interativo era o "Real Madrid dos canais esportivos" é algo bem depressivo. Fazem uma transmissão bem básica, quase sem divulgação na TV, escondida...Ou seja, é algo quase que feito apenas para constar. E muitos jogos da UCL no Facebook apenas...Triste cenário para quem gosta de futebol internacional.

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.