COLUNA #158 | Copa da Imprensa - parte 2, por Alipio Jr.


Colunista faz análise da cobertura da Copa do Mundo realizada pelas emissoras esportivas (Reprodução)

Olá a todos!

O final da Copa do Mundo está chegando e eu não poderia deixar de falar mais algumas coisinhas que tenho visto na imprensa esportiva, durante esse período. Continuando um pouco do que falamos na coluna passada.

Narração Alternativa
O canal FOX Sports optou por uma equipe alternativa para narrar alguns jogos, inclusive da Seleção Brasileira. Alguns sites ficaram apressados em dizer que a audiência não foi boa. Não seria diferente. Quem não tem problema de memória, lembrará que na última Copa eram comediantes que faziam essa transmissão diferente.

A verdade é que não estamos acostumados e somos um pouco resistentes a essa mudança. Acho, inclusive, que se a ideia for mantida, poderia haver uma mescla, com uma equipe mista.
Consegui assistir uns 4 ou 5 jogos e gostei. No primeiro jogo a narradora estava nervosa e errava nomes fáceis, mas nos demais jogos seguiu com tranquilidade.  Melhor que muito narrador antigo cheio de cartaz.

Narração Global
A adição de Gustavo Villani pelo Grupo Globo foi um acerto gigantesco. Sem perder o seu estilo, Villani trazia comentários pertinentes sobre jogadores das principais ligas europeias (pessoal do scout global parece incapaz de fornecer isso aos comentaristas e eles, incompetentes na tarefa de descobrir) além de uma emoção sem exageros.

Elogio esse que também merece Luiz Roberto. Apesar da tarefa ingrata de ter Roger Flores como parceiro de transmissão, vi muitos jogos nesse canal por causa dele. Principalmente por saber rir de si ao falar sobre os ‘negros maravilhosos’ da França e tratar o meme como deve ser: Uma grande piada.

Alipio Jr.
@alipiojr
Aliás, não assisti nenhum jogo com narração do Galvão Bueno mas ao ser alertado fui buscar o(s) vídeo(s) e achei inacreditável a sem-vergonhice. Num dia, faz um textão digno de facebook para elogiar a virgindade de gols do Gabriel Jesus. Noutro, é rápido em criticar o francês Giroud por não ter nenhum gol na Copa. Parcialidade? Imagina...

Seleção SPORTV
Por falar em parcialidade, não dá para ter Ronaldo Fenômeno comentando sobre o desempenho do Gabriel Jesus, seu parceiro de negócios. Ronaldo, obviamente, engrandeceu o associado e teve a cara-de-pau de dizer que o gol do Firmino foi “sorte”.

Apesar disso, o programa teve ótimos momentos. A presença de Seedorf melhorou o nível dos comentários e reduziu um pouco do ufanismo dos apresentadores. Trouxe um olhar mais acurado e a dobradinha com o Petkovic permitiu boas análises. Só faltava a participação deles com o Gilberto, uma grata surpresa das análises pós-jogos.

Ah! Não esqueci da ESPN. Ela estava lá, inventando assuntos, reclamando diariamente do VAR e tentando polemizar qualquer assunto. Não deve ser fácil tentar ficar um dia inteiro ao vivo sem ter os direitos de transmissão dos jogos. Aí dá nisso.

E você leitor, o que viu? O que gostou muito e o que não gostou? Mande mensagem.

Abraços e até a próxima.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no GOOGLE+.



COLUNA #158 | Copa da Imprensa - parte 2, por Alipio Jr. COLUNA #158 | Copa da Imprensa - parte 2, por Alipio Jr. Reviewed by Ribamar Xavier on julho 13, 2018 Rating: 5

7 comentários:

  1. O Linha de Passe diário foi muito bom, sem ufanismo e sem oba oba, não a toa a ESPN teve a 2° maior audiência, mesmo sem os direitos da competição.

    ResponderExcluir
  2. Ontem parei para ver um pouco do debate no BandSports e parei de ver o BAndSports.

    ResponderExcluir
  3. Alípio, discordo de você com relação a ESPN. Acompanhei quase todos os dias o Linha de Passe, e foi o melhor programa de debates. O programa da SPORTV fica muito em cima do muro. E quanto ao Villani, manda bem sim, mas na hora de comentar na SPORTV às vezes exagera na defesa de algumas convicções sem aceitar um pouco outras visões, como as do Tiago Maranhão.

    ResponderExcluir
  4. Narração Alternativa
    Pela audiência que tiveram (traço), vai ser difícil eles darem continuidade ao projeto.

    Narração Global
    Villani parece q já foi colocado de castigo pelo que fala. Praticamente sumiu das últimas transmissões na Globo.

    Deveriam colocar o Cleber Machado na final no lugar do veião delay sem voz e dar mais oportunidades ao Rogério Correa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O GV sumiu porque o LR e o CM estavam na russia direto dos estádios.

      Excluir
  5. FOX: Parecia em muitos momentos que as pessoas nem estavam na Rússia; os cenários iguais davam essa impressão. Muito ex-jogador comentando, um exagero, programas que acrescentaram pouco, com exceção do programa com os treinadores e, mesmo assim, tinha a presença estranha do Jô Soares. Nada contra ele, mas o formato foi estranho, com ele em casa e os outros no estúdio.

    Sportv: Boa cobertura, com exceção do Zona Mista, dessa situação imoral na presença do Ronaldo e da presença um pouco inconveniente do Petkvovic, um cara que parece não admitir muito ser contrariado em suas opiniões. O canal, assim como a Globo, têm a característica de pegar um pouco mais leve com a Seleção, mas fazer o que a ESPN faz é bizarro, passa realmente a imagem de perseguição. Creio que o colunista quis dizer Grafite ao invés de Gilberto nas análises do pós-jogo do canal. Realmente foi uma boa surpresa da Copa.

    ESPN: Consegue boa audiência com o Linha de Passe em TODAS as Copas; o que aconteceu agora, como lembrou o Trajano em um podcast da Trivela nessa semana, não é novidade nenhuma. O canal conseguiu vender essa pecha de "anti-Globo" e ainda se beneficia com isso, até na transmissão intragável de esportes americanos, repleta de gracinhas. Se fosse na Globo, todo mundo ia achar uma m..., mas como é na ESPN, muita gente acha legal. No futebol masculino, conseguiram vender a ideia de ser "contra tudo que está aí", principalmente a CBF. O engraçado é que na Olimpíada transmitiram o vôlei torcendo para o time da CBV, que não é muito diferente da CBF. Se é para ser coerente...

    Eles têm razão em muitas coisas, mas vendem isso com uma arrogância difícil de engolir, como na criação do tal torcedor urso; quem não acompanha futebol o ano inteiro não tem direito de falar? Achei isso de um péssimo gosto. O exagero em falar do Neymar em praticamente TODAS as edições do LdP e a cobertura ridícula com aquele Tempo Real depõem contra o canal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre a cobertura feminina na FOX: Acho uma iniciativa boa, principalmente quando não é feita sob o espectro de um reality show. Se derem sequência e criarem hábito, podem obter resultados melhores. Porém é aquilo, existe muito machismo em nosso país e hoje em dia o que conta para os canais esportivos, infelizmente cada vez mais, é a audiência. Poderiam pensar em fazer uma cobertura mais extensa da Copa do Mundo feminina do ano que vem e não apenas parar por aí. Será que farão isso?

      Excluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.