COLUNA #197 | E o clima da Copa foi para onde?, por Albio Melchioretto

Colunista enumera razões que talvez tenha afastado a euforia da Copa do Mundo nas ruas (Reprodução)
Semanas antes da copa, registrei, aqui e em outro veículo a ausência de clima de copa pelas ruas das cidades. Falo a partir do Santa Catarina, da Região do Vale do Itajaí. Espaço por onde circulei no último mês. Na ocasião acreditei que o início da competição pudesse mudar. Ledo engano. Escrevo este texto assistindo ao segundo jogo do Brasil. E me questiono do motivo da ausência de euforia de outrora. E vejo que aqui uma cartografia é possível. Vários fatores podemos pensar.

PRIMEIRO. Por melhor que Tite fez nas eliminatórias, pós desastres de Dunga, o 7x1 ainda é um trauma. O maior vexame da história das copas de todas as seleções. Uma goleada em casa numa semifinal, e o perder ostenta até agora, cinco títulos mundial. Por si só o fato já é causador de muitas dúvidas por anos e anos. O descrédito não está numa apresentação em campo apenas, mas numa forma de pensar a estrutura do futebol. Após a tragédia do Mineirão o que se fez pelo futebol brasileiro?

SEGUNDO. As Manifestações de Junho de 2013 tiveram como uniforme a camisa da seleção. É fato a associação da amarelinha a um movimento contra a corrupção (será?). Qual o resultado disso tudo? Apenas alguns presos e uma política elitista que a poucos interessa e que faz as conquistas sociais de outrora recuarem. Então a associação da amarelinha com o fracasso político somado a desesperança pode ser um bom argumento.

TERCEIRO. O torcedor urso. Não falo do perfil satírico do Twitter, mas do torcedor que hiberna durante quatro anos e volta só agora. Mas a volta dele é complicada. Ele grita sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor, mas do que ele mesmo se orgulha? Não consome futebol, é indiferente a tudo e apenas vibra com cobrança de lateral e pouco agrega.

QUARTO. O eurocentrismo da seleção tem distanciado a torcida. Um torcedor urso não faz ideia que é Alisson, Danilo, Fred (é o mesmo da copa passada?) e alguns que nunca se firmaram aqui, só lá, na Europa. Os jogadores estão cada vez mais distantes dos torneios domésticos e o sucesso deles e o dia a dia não é uma informação consumida pelos ursos brasileiros.

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@amelchioretto
QUINTO. A seleção joga muito pouco aqui. Além das eliminatórias, qual foi o último amistoso disputado aqui? A seleção passou uma semana a mais dias treinando em Teresópolis, e nem um amistoso pré-copa tivemos a chance de ver... o distanciamento causa o esfriamento de uma relação que não é boa. Não seria difícil acertar um jogo no Maracanã antes dos dois amistosos da Europa. 

SEXTO. A mediocridade dos grandes grupos de comunicação. Passam horas e horas discutido a queda de Neymar, o cabelo de Neymar, as mídias sociais do Neymar, o comentário do pai de Neymar... o mundo está chato para caramba. Se os grupos que dominam a informação preocupados em fazer o factual com responsabilidade social, talvez, e só talvez, pudéssemos ter uma reflexão mais apurada do esvaziamento do clima de copa.

SÉTIMO. Sobre a instituição FIFA WORLD CUP pairam dúvidas. Eleições fraudas na escolha dos países sede, construção de elefantes brancos, ausência de um legado real do pós-copa e todas as denúncias de corrupção que vemos.

Se são tantos os motivos, porque alguns de nós ainda insistem? PRIMEIRO E ÚNICO: somos apaixonados pelo futebol.

E você leitor, porque acompanha a copa?


Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no GOOGLE+.



COLUNA #197 | E o clima da Copa foi para onde?, por Albio Melchioretto COLUNA #197 | E o clima da Copa foi para onde?, por Albio Melchioretto Reviewed by Ribamar Xavier on junho 24, 2018 Rating: 5

8 comentários:

  1. Eu vou focar no segundo motivo. Tem muitos brasileiros que associam as crises sociais brasileiras a tudo, isso é verdade, mas o país Brasil é uma bagunça faz tempo, essa bagunça não começou em 2013, como vc quer insinuar, vem de muito tempo já. O fato das pessoas usarem a camisa da seleção em protestos, pra mim significa usar uma vestimenta que melhor representa o nosso país, nós só somos uma potência mundial no futebol e tem MUITA gente que se orgulha disso, então e mais do que compreensível que as pessoas usem em protestos uma roupa que represente esse orgulho, na esperança de mudar a realidade politico social do nosso país.

    ResponderExcluir
  2. Só mais uma coisa. Quanto mais o Brasil for avançando na copa mais o clima da copa vai esquentar.

    ResponderExcluir
  3. Não tinha clima de Copa até quinta-feira do início da Copa, agora todos só falam da Copa, seja dos jogos do Brasil ou dos outros países. Tenho visto inúmeras pessoas comentando, pessoas que pouco assistem futebol e perguntam se Senegal realmente é bom, se esse time da Bélgica é muito forte mesmo, que o Cristiano Ronaldo joga sozinho.

    Obs: a crise política do Brasil é muito anterior a 2013. Vamos ter menos politicagem nas postagens, é melhor. Informações políticas devem ser neutras e bem analisadas, igual sobra das análises esportivas.

    ResponderExcluir
  4. Só um pitaco sobre as manifestações de 2013: análise rasa das mesmas. Movimentos de esquerda também se manifestaram, principalmente contra um governo reformista e que ofereceu mínimas e frágeis conquistas sociais em troca da velha submissão ao imperialismo norte-americano e europeu.

    ResponderExcluir
  5. O termômetro da copa é a audiência da TV, que está alta,por tanto não faz nem um sentido a opinão do colunista.

    ResponderExcluir
  6. A cidade/região visitada pelo colunista é uma exceção. Até o Nove Dedos que vive seus dias de presidiário virou comentarista por carta da Copa.

    ResponderExcluir
  7. Amigo sou leitor de carteirinha das suas colunas aqui no site mais dessa vez você errou, o clima da copa tá aí, sua região pode ser diferente do resto do país, a Copa tá aí, o povo comentando jogo da Alemanha, Argentina, na rua, em todo lugar, vários bares transmitindo os jogos seja qual for a seleção, a coluna ai foi mau pensada. Falou em copa, falou brasil, independente de crise política ou o que for

    ResponderExcluir
  8. Amigo sou leitor de carteirinha das suas colunas aqui no site mais dessa vez você errou, o clima da copa tá aí, sua região pode ser diferente do resto do país, a Copa tá aí, o povo comentando jogo da Alemanha, Argentina, na rua, em todo lugar, vários bares transmitindo os jogos seja qual for a seleção, a coluna ai foi mau pensada. Falou em copa, falou brasil, independente de crise política ou o que for

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.