COLUNA #157 | Copa da Imprensa, por Alipio Jr.

Colunista elenca micos da imprensa esportiva na cobertura da Copa do Mundo (Reprodução)
Boa parte dela tem usado os programas ao vivo e aí não tem edição, é o mico puro, sem poder esconder preferências, pachequismo e a torcida contra. Vou elencar o que mais me surpreendeu, separando por emissora:

Desconhecimento
Teve comentarista que não conhecia a seleção islandesa, uma das sensações da última Eurocopa, há 2 anos atrás. Já falei aqui e repetirei: Você e eu podemos não conhecer, o sujeito que vive disso, não. Além de fazer parte do ofício, teve tempo de sobra para estudar as seleções classificadas para a Copa.

Situação similar a um outro comentarista que afirmou só conhecer Quaresma e Cristiano, na seleção portuguesa. Como escolhem esses comentaristas? Pegam qualquer um que está passando na frente do estúdio? 

O pior comentário foi, sem sombra de dúvida, do narrador/ apresentador e comentarista que afirmou tratar-se de uma “pombinha da paz”, ao falar do gesto feito por Xhaka e Shaqiri na comemoração dos seus gols. Era melhor ter ficado calado.

Analista de Tudo
Neymar é o assunto principal de todos os programas, para o bem ou para o mal. Acho que há um exagero e uma valorização acentuada de tudo o que o envolva, como não há com outras estrelas de ego tão inflado quanto.

Entretanto é patético um comentarista, durante o programa esportivo, acessar o Instagram do jogador e ficar comentando CADA foto postada por ele durante o período da lesão. Sério que não há um assunto melhor?

Copa do Mundo bombando, diversos jogos num único dia e a equipe abriu o programa reclamando da obrigação de falar do Mundial, pois queriam falar do Campeonato... Brasileiro. Gente, estão ao vivo. São quase 24h de programação. É só colocar um bloco sobre as notícias nacionais. Difícil isso?

Alipio Jr.
@alipioj
Professores
A mesa redonda com treinadores foi uma boa ideia. Principalmente por chamar alguns que estão empregados. Oportunidade rara de demonstrar o que pensam sobre alguns sistemas de jogo, fugindo das protocolares perguntas pós-jogo.

Claro, não fugiram de alguns clichês e afinaram em algumas perguntas, além de demonstrarem arrogância ao dizer que a Copa não será ganha por uma Seleção sem título mundial. Premonição?

Por fim, é lamentável que um comentarista persiga este ou aquele jogador por causa do seu posicionamento político, seja ele qual for. Um certo comentarista, ao elencar os melhores atacantes, colocou alguns nomes a frente de um brasileiro e em suas redes sociais escancarou a revolta com o atacante por causa do candidato que este apoiou na última eleição. É preciso ser capaz de separar os assuntos, demonstrar maturidade.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no GOOGLE+.



COLUNA #157 | Copa da Imprensa, por Alipio Jr. COLUNA #157 | Copa da Imprensa, por Alipio Jr. Reviewed by Ribamar Xavier on junho 23, 2018 Rating: 5

3 comentários:

  1. Bem que vc poderia ter escrito o nome dos comentaristas, dos programas e das emissoras né? esse texto pareceu um daqueles tweets cheio de indiretas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo.
      Único programa esportivo que assisti neste período de Copa foi o Troca de Passes, consegui assistir poucos jogos e esses procuro assistir com os narradores que gosto, então fica difícil de saber os nomes.

      Excluir
  2. Essa matéria até seria legal, mas se o colunista não tivesse cag... de medo de por o nome dos envolvidos.

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.