COLUNA #183 | Estaduais: apenas um acerto Nutella, por Albio Melchioretto

Colunista analisa a atual realidade dos estaduais como produto da TV (Reprodução)
Qual o valor dos estaduais? Cada vez que vejo a chamada dos canais Premiere esta questão se faz presente. O comercial que enaltece o passado, mostra lances decisivos dos principais clubes e termina com a frase de impacto, “Estadual é clássico, é a raiz do nosso futebol!”. De fato, há um elemento histórico na constituição dos estaduais e na dificuldade de organizar-se um campeonato nacional propriamente dito. Mas há uma clara e evidente necessidade de mudarmos de mentalidade. Os estudais estão a um passo do fracasso pleno. E a época de ouro dos estaduais ficou lá no século passado.

Digo isto a partir da leitura do Rodrigo Matos, do portal UOL, que fiz ao longo da semana. O blogueiro afirma que a Rede Globo está preocupada com o produto Campeonato Carioca. São pagos pelo grupo 120 milhões de reais, mas o retorno de público é baixo. O interesse do público também tem baixado. Os índices de audiência são cada vez menores. Os clássicos não atraem. A FERJ e o canal apontam, segundo Matos, os poucos jogos do Maracanã como um problema. Mesmo nos jogos que acontecem lá, os espaços vazios sobressaltam o olhar do público.

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@amelchioretto
O novo Maraca não pode levar a culpa. Soma-se um torneio que nada vale, com jogos sem objetivo e fórmula confusa que muda ano após ano, evidencia-se um produto em decadência. Agora faz muito sentido a Rede Globo preocupar-se com isso. Afinal de contas ela despeja um caminhão de dinheiro em algo que pouco retorno dá. Ela paga a conta, mas ela tem o poder de impor regras e direcionamento? Ou cada qual deve ficar na sua parte? Parece-me um problema ético, mas se a televisão não intervir, os estaduais podem voltar a ser monstros que já foram. Longe da tradição raiz. Hoje, apenas um acerto nutella.

*********

Na última semana, a coluna tratou de automobilismo, onde teci elogios a Eduardo Vaz, escolhido da Band para narração da F-Indy. Reitero que Vaz é um grande profissional, porém, sua transmissão na primeira prova do ano estava aquém do esperando. Deixou transparecer o nervosismo e a falta de informação. Acredito que não será a regra. Para além disto a maneira como a Band/Bandsports fizeram a primeira etapa é deprimente. A única ligação com os Estados Unidos são os áudios de rádio. Falta a informação da pista e ao vivo.

Curta nossa página no FACEBOOK.
Siga o Esporteemidia.com no TWITTER.
Nos acompanhe no GOOGLE+.



COLUNA #183 | Estaduais: apenas um acerto Nutella, por Albio Melchioretto COLUNA #183 | Estaduais: apenas um acerto Nutella, por Albio Melchioretto Reviewed by Ribamar Xavier on março 18, 2018 Rating: 5

3 comentários:

  1. Campeonato Carioca é uma MERcadoria a parte. Conseguiram fazer uma coisa absurda, ridícula, para a Globo não ficar sem jogos na grade nos 2 domingos finais de estaduais.Conseguiram inventar uma regra que o time campeão dos 2 turnos ainda tem que decidir o campeonato com os perdedores. Isso sem contar que a uma "surpresa" notória quanto aos 4 semi finalistas né, ninguém nem imagina quem serão esses.

    Coisa semelhante fizeram na Segundona do Paranaense, quando o Londrina lá estava. Foi campeão do 1°Turno. No final do 2° Turno, ele e o Toledo disputavam o turno. Caso o Toledo levasse o turno, ambos fariam a final da Segundona e automaticamente subiam para a 1a Divisão.
    Acontece que o Londrina ganhou os 2 turnos, por isso teve depois uma semi final, e por pouco o Londrina não perdeu o acesso para o Nacional de Rolândia. Depois fazem piada com os portugueses chamando eles de burros.



    Quanto a Indy, o Vaz é um bom narrador, mas a Band tem que consertar a cag... que fez, põe o narrador da casa que já tem conhecimento, manja do negócio, ao invés de colocar um cara bom mas sem conhecimento para narrar o evento, como uma pessoa citou no twitter, mas perdido que cueca num quarto de motel.

    ResponderExcluir
  2. Acho ridículo a globo impor alguma coisa no estadual, ela não atua como parceira e sim como proprietária do estadual, porém entendo que isso só acontece por incompetência dos dirigentes dos clubes e por canalhice das federações, já passou da hora dos clubes assumirem as rédeas do futebol brasileiro, pois já está difícil convencer aos torcedores que assistem aos campeonatos europeus de dia e os estaduais a noite, que o nosso futebol é o melhor do mundo. SRN

    ResponderExcluir

O que achou dessa informação? Compartilhe conosco!

Os comentários ofensivos serão apagados.

O teor dos comentários é de total responsabilidade dos leitores.

Tecnologia do Blogger.