O atacante Deivid do Flamengo perdeu um gol feito na derrota do Flamengo para o Vasco, na noite desta quarta-feira, e ganhou até vinheta da Globo durante a transmissão. “Inacreditável”. “Olha o Leo Moura fazendo a infiltração, Ronaldinho tentou o toque, Leo Moura ganhou, botou na frente o Leonardo Moura. Olha o Deivid, cruzou pro Deivid… [silêncio] Eu vou encher o peito pra dizer: é o maior inacreditável dos últimos tempos. I-na-cre-di-tá-vel”, disparou Luis Roberto, durante a narração.




No replay da jogada, o narrador não se conteve novamente. “Eu não vou buscar justificativa. Vamos ver. Olha lá, olha lá, vai Deivid”, afirmou, antes de entrar no ar uma vinheta, na voz do lendário Leo Batista: “Inacreditável Futebol Clube”. No “Show do Intervalo” o lance novamente foi destaque. Na oportunidade foi mostado os jogadores do Flamengo já celebrando o gol no banco de reservas. No descanso de Bragantino x São Paulo, Cléber Machado foi sincero ao soltar um “Deivid do céu” assim que viu a jogada.

Curiosa, também, foi a maneira como o repórter Eric Faria, da Globo, falou do lance com companheiros de Deivid. Para Vagner Love, perguntou: “Você é centroavante, o que aconteceu com o Deivid ai, rapaz?”. Na volta para o segundo tempo, o alvo foi o meia Renato. “Vocês tiveram uma conversa com ele agora no vestiário no sentido de dar força ou nem precisou?”, indagou, antes de completar: “Você já tinha visto um gol assim?”.

Na Band, Nivaldo Prieto usou o bordão global. “Inacreditável. Essa aí entra para uma galeria daqueles lances impossíveis de você perder o gol, aquela que o narrador pensa ‘até minha vó faria’. Minha vó, minha mãe, todo mundo faria o gol, e o atacante perde. Inacreditável, porque a bola chega lenta, e ele não chega atrasado, ele está posicionado, ele está ali esperando, ele olha para a bola, ele vê o gol escancarado na frente, sutilmente bota o pé direito, consciente, joga a bola na trave e perde o gol.”

O comentarista Júnior, da Globo, tentou explicar o lance: “Ela bateu no calcanhar dele, Luis. Tava tão fácil que ele relaxou. Relaxou, perdeu”, disse Junior. “É aquela história, acho que ele relaxou em função da facilidade como a bola se apresentou, como a jogada se apresentou. Então relaxou muito”, afirmou, no intervalo.

Já Edmundo, na Band, disparou: “Olha, eu gostaria muito de poder explicar, porque não tem explicação”, disse. “Talvez tenha faltado seriedade ou foi displicência, não sei, porque nem ele mesmo acredita, porque o gol está tão aberto, sete metros e meio ali na sua frente, você consegue acertar aqueles centímetros da trave.”

Durante o ‘Placar da Rodada’, no ‘Jornal da Globo’, Deivid ganhou uma sessão só dele, “Pé Torto”, e a apresentadora Fernanda Gentil repetiu a palavra mais falada na noite. “Não é Pé Torto, é Pé Cego. O Leo Moura fez tudo para o Deivid, que perdeu esse gol. Inacreditável. Reparem mais uma vez, inacreditável”, afirmou.

Com informações do UOL Esporte

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia no Twitter.