Header Ads

Com calendário melhor, haveria um futebol melhor, por Albio Melchioretto, Coluna #152

Colunista acredita que mostrando novas competições, TV sai do habitual (Reprodução)
Acho muito interessante quando a televisão aberta mostra algumas coisas diferentes. Neste final de semana, por exemplo, a E-Paraná mostrou a primeira rodada da Copa Paraná. Na segunda passada, foi a Rede Globo mostrando o Troféu Joan Gamper. Ao trazer outras competições, a televisão está proporcionando a cultura do futebol para além do habitual. A Flórida Cup foi uma mostra no início do ano. Agora, nobre leitor, se nosso calendário de competições fosse semelhante ao Europeu, quais as chances disso acontecer com frequência maior?

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@amelchioretto
Se o nosso calendário estivesse adequado ao modo europeu haveria uma organização de competição adequada as janelas de transferências. Os canais de esporte ganhariam melhor com janelas semelhantes de exibição. As disputadas pelos direitos de transmissão estariam num patamar diferente, não apenas de competição, mas com o intuito de grade organizada. Me agrada muito a ideia de seguir uma janela com início de competições em agosto e com fim próximo ao meio do ano. Poderíamos até usar os estaduais falidos como pré-temporada (pré, mesmo) ou competição festiva de fechamento.

E o que fariam as televisões com entre temporada diferente das férias convencionais? Aqui o ganho poderia estar nas outras modalidades esportivas tomando acento. O negócio do futebol também haveria ganho significativo, uma janela de transferência global poderia organizar melhor o produto dispor de ganhos organizacionais. Só não podemos cometer o erro do Argentinão. E isso eliminaria as reclamações de treinadores em coletivas sobre o excesso de jogos. Alias, porque os programas de domingo a noite insistem nesta fórmula de deixas as enfadonhas coletivas de frases prontas? Falta conteúdo para o debate?

Mas esta mesma televisão que poderia se beneficiar com a organização silenciou quando do surgimento do Bom Senso FC e faz vistas grossas as mazelas que envolvem o futebol. A televisão, não pode ser apenas entretenimento, precisa ser notícia e reflexão também.

Abraços

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.