Header Ads

Morre, aos 78 anos, o jornalista esportivo Paulo Sant'Ana

Paulo Sant'Ana era fanático pelo Grêmio (Tadeu Vilani / Agencia RBS)
Um dos mais polêmicos e inquietos colunistas do Rio Grande do Sul, o jornalista Paulo Sant'Ana morreu nesta quarta-feira (19), aos 78 anos, vítima de uma parada cardíaca. A informação é do jornal Zero Hora. Ele estava no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, desde a manhã.

Nascido em 15 de junho de 1939, trabalhou como feirante e inspetor de polícia na juventude, mas se consagrou depois de entrar no jornalismo. Fanático pelo Grêmio, Sant'Ana foi contratado como colunista de esportes de ZH e comentarista esportivo da Rádio Gaúcha em 1971. Meses depois, vira comentarista do então recém-criado Jornal do Almoço, da RBS TV Porto Alegre. Ele passou a escrever crônicas sobre o dia a dia nos anos 90, depois de assumir a coluna da penúltima página de Zero Hora. Nas mais de quatro décadas, ganhou fama por seu olhar aguçado do cotidiano e pelas polêmicas que comprou.

"Não sei por que, mas me realizo quando transmito emoção para o leitor, é meio que um pacto sensitivo que se estabelece entre quem escreve e quem lê, uma relação de êxito entre cronista e leitor", disse Sant'Ana.

Sant'Ana casou-se duas vezes. Com Ieda, teve os filhos Jorge e Fernanda, que lhe deram três netos. Depois, casou-se com Inajara, mãe de Ana Paula.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.