Header AD

Mídia brasileira esqueceu completamente a Seleção Feminina de Futebol, por Áecio de Paula

Colunista lembra que nenhuma emissora de TV transmitiu amistoso contra a Alemanha (Fernanda Coimbra/CBF)
“Não desistam da gente, porque a gente não vai desistir nunca”. A frase que comoveu torcedores ao redor do país é da então veterana jogadora da Seleção Feminina de Futebol Formiga, logo depois da derrota para o Canadá na disputa pelo bronze nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. Que pena, Formiga. Eu acho que se depender da mídia, o seu desejo não vai ser realizado realizado.

Na última terça-feira (4), a Seleção de Emilly fez o jogo mais importante do ano. Um amistoso entre Brasil e Alemanha ocorrendo às 12h45, com transmissão para emissoras alemãs. Aqui no Brasil, absolutamente nenhuma emissora transmitiu o jogo. Não é que nenhuma TV aberta não tenha transmitido. Quando falo nenhuma, é nenhuma mesmo. Nem aberta nem paga.

Apenas a CBF fez a cobertura da partida. O jogo foi transmitido ao vivo no site oficial da entidade e no Facebook da Confederação. Isso joga água fria no possível argumento das emissoras de que o jogo não teve cobertura televisiva.

Aécio de Paula
Colunista do Esporteemidia.com
@TorcidaBrasil2
Mas qual seria o motivo dessa total apatia das emissoras brasileiras diante da Seleção Feminina de Futebol? Sinceramente não acho que seja machismo. Se assim fosse, não teríamos a transmissão de partidas do vôlei feminino, que parece ser muito mais aclamado pelas empresas de mídia.

Audiência? Esse argumento também não cola. A Seleção Feminina manteve índices incríveis nas Olimpíadas com números que se equiparavam ao do futebol masculino. E mesmo que a audiência fosse realmente baixa, duvido muito que conseguisse menos pontos que a reprise de um jogo da Série B do Campeonato brasileiro de futebol.

E antes que venham com argumentos como “elas não dão a mesma renda que os homens”, gostaria de lembrar que elas deveriam ter a mesma cobertura não pelo que geram de dinheiro e sim por fazer o mesmo trabalho. As dimensões de campo são as mesmas, o tamanho do gol é o mesmo e o tempo de jogo é o mesmo. O respeito portanto deveria ser no mínimo mais igualitário.

E aqui não peço para que se transmitam os jogos da Seleção Feminina com direito a duas horas de pré jogo e mesa redonda ao final da partida. Peço para que apenas as partidas sejam transmitidas. Será que não dá pra colocar nem uma nota pelada pra informar aos telespectadores o placar do amistoso? Não atrapalharia o decorrer do jornal e nem seria preciso tirar notícias como as férias do Neymar. É só exercitar uma coisa que falta ao nosso jornalismo: respeito. Respeito por pessoas que sofrem pra representar o nosso país lá fora. Dava pra fazer isso. Com certeza dava sim. Mas parece que eles não querem.

Com certeza eles não querem!

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Mídia brasileira esqueceu completamente a Seleção Feminina de Futebol, por Áecio de Paula Mídia brasileira esqueceu completamente a Seleção Feminina de Futebol, por Áecio de Paula Reviewed by Ribamar Xavier on 5.7.17 Rating: 5