Header Ads

Globo prepara extensa cobertura jornalística da Copa das Confederações

Globo deve não transmitir os jogos da competição (Reprodução)
A Copa das Confederações, que começa dia 17, mesmo com o Brasil fora da disputa, não será ignorada pela Globo. Apesar de não transmitir os jogos, como posição de momento, já existe a promessa de uma extensa cobertura jornalística. As informações são do UOL, por Flávio Ricco.

Marcelo Courrege e Richard Souza já estão na Rússia, sede da competição, incumbidos de trazer todo material a respeito, inclusive produção de reportagens especiais. A primeira, 'Rússia na Copa', no 'Jornal Nacional', a partir da próxima segunda-feira, vem com uma visão geral do país um ano antes do início do mundial.

Em pauta, os estádios e obras da Copa de 2018; a imagem do esporte russo após os escândalos de doping; a cultura e o turismo; e sua situação política.

Também a partir da semana que vem, serão bem intensas as entradas do Courrege, ao vivo, direto de lá, ao longo da programação.

A partir das modificações recentemente anunciadas, a unificação do setor esportivo da Globo será intensificada ainda mais nos próximos tempos, no que se refere às suas emissoras aberta e fechadas, com os vários integrantes de todas elas.

Para reforçar a equipe na Rússia, durante a realização da Copa das Confederações, a Globo ainda enviará para lá os repórteres Marcos Uchoa, Lívia Laranjeira e Guido Nunes para a produção de reportagens em cobertura integrada com o SporTV.

SporTV, que diferentemente da Globo, enviará narradores e comentaristas para a transmissão dos jogos.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.