Header AD

Contrato para exibição de amistosos da seleção impôs censura a equipe de transmissão

Pelé e Denilson durante transmissão de amistosos da seleção (Reprodução)
Em contrato firmado entre a CBF e a EBC (Empresa Brasil de Comunicação) para a transmissão dos jogos da seleção brasileira na TV Brasil, a estatal impôs censura à confederação, segundo informação divulgada pela Agência Sportlight, por Lúcio de Castro, nesta quinta-feira (22).

A cláusula 2.1 do contrato vetou qualquer hipótese de comentário sobre o momento político do país ou cenário eleitoral, determinando que “não será feito qualquer tipo de publicidade, bem como comentários de cunho político e eleitoral por parte dos narradores, comentaristas e jornalistas”.

A reportagem ouviu alguns especialistas do mercado sobre tal cláusula, que foram unânimes em afirmar que não é usual tal procedimento nesse tipo de contrato. Além de Pelé, o ex-jogador Denílson, o narrador Nivaldo Prieto, o ex-árbitro Rodrigo Cintra e o repórter Gregório Fernandes completaram o time que cuidou da exibição dos amistosos contra Argentina e Austrália, neste mês.

O contrato entre CBF e EBC foi firmado em 2 de junho, uma semana antes de duelo com a Argentina, na Austrália. A confederação pagou R$ 30 mil à estatal para liberar a transmissão.

O contrato entre a estatal e a confederação também expressou a proibição da veiculação de peças publicitárias com mensagens políticas.

EBC, CBF e Pelé não se manifestaram sobre o caso.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Contrato para exibição de amistosos da seleção impôs censura a equipe de transmissão Contrato para exibição de amistosos da seleção impôs censura a equipe de transmissão Reviewed by Ribamar Xavier on 23.6.17 Rating: 5