Header Ads

Coluna #132: Mudança próxima, por Alipio Jr

Colunista comenta decisão da CBF de assumir transmissão dos amistosos da seleção (Reprodução)
Apesar do meu camarada Carlos ter falado muito bem sobre o fato da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) assumir a transmissão dos amistosos da Seleção Brasileira, gostaria de também dar meu pitaco sobre esse interessante assunto.

Excetuando a Copa do Mundo onde a transmissão é maior, puxar pela memória sobre a equipe de reportagem dos jogos do time canarinho vai sempre esbarrar na lembrança do Galvão Bueno e os mesmos caras de sempre que viraram piada ou tiveram bordão repetido por todo o país. Para o bem ou para o mal criaram um padrão interessante de execução ainda que a narração deixe a desejar e esbarre naquilo que tanto cansamos de reclamar.

Por causa de tudo isso ao ler sobre o não acordo e a consequente transmissão dos amistosos pela TV Cultura e pelo CBF TV, levantam alguns questionamentos para mim, enquanto espectador e interessado em ver o escrete canarinho sempre que possível for.

A CBF é incapaz de se organizar com os clubes e criar competições decentes para as diversas divisões dos seus campeonatos nacionais, integrando-as ao calendário sem exaurir jogadores e destruindo times.  Até hoje não se mostrou competente com situações simples e corriqueiras das quais esperava-se que a entidade máxima do país tivesse condições de resolver. Por conta disso, é esperar que algo seja muito diferente na transmissão dos amistosos e uma organização e esmero que até hoje ela não demonstrou.

Alipio Jr.
@alipioj
O outro lado da moeda é o frescor nas transmissões, modificando um pouco a rotina. Não sei se Pelé e Denílson são as melhores escolhas como comentaristas, mas fica evidente a disposição de investir pesado, se os rumores de alguns jornais que afirmam ser de 400 mil reais o salário do Rei, pelos dois jogos. Seria interessante, por exemplo, se fosse uma equipe a cada jogo, considerando que já foi avisado que negociará evento a evento. Fazer isso traria uma dinâmica interessante a algo que vinha do mesmo jeito há muito tempo.

Por fim o maior problema a ser resolvido é a qualidade da transmissão. Replays, boa imagem (e em HD quando for possível), ângulos diferentes e scout dos jogos é algo que possuía um know-how que precisa ser superado e melhorado. Esse é o maior desafio. Os primeiros jogos serão interessantes para acompanharmos e cornetarmos tudo o que está por vir.

É uma mudança interessante e que poderá trazer consigo outras, não só na Seleção como nos seus campeonatos nacionais se começarem a perceber que o dinheiro compartilhado pode ser guardado numa só conta. Contrato em vigor nunca foi empecilho para mudanças em se tratando do nosso país, local onde os rasgam e ignoram com tamanha facilidade. Tudo pode ser revisto e mudado. Afinal, o que importa no computo final é de quanto se trata e quem fica com o maior quinhão.

Abraços e até a próxima.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.