Clássicos estaduais viram chamariz para venda de pay-per-view do Brasileirão; entenda

Corinthians e Santos foi marcado pela CBF para sábado a noite (Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)
Clássico estadual no tradicional horário do domingo a tarde virou coisa rara no Campeonato Brasileiro Série A. De acordo com o ESPN.com.br, por Paulo Cobos, nas dez primeiras rodadas de 2017 (as outras ainda não foram desmembradas), são nove duelos entre grandes do mesmo Estado, e apenas dois, Corinthians x São Paulo e Fluminense x Flamengo, estão marcados para domingos às 16h00.

Todos os outros têm horários alternativos para jogos desse porte, como na rodada deste final de semana, quando o Atletiba será no sábado, às 16h00, Corinthians x Santos, também no sábado, às 19h00, e Flamengo x Botafogo no domingo, mas às 11h00.

A mísera participação de 22% do horário nobre nos clássicos contrasta até com edições recentes do Brasileiro. Em 2014, por exemplo, foram 26 clássicos estaduais, e 16, ou 62%, aconteceram nas tardes de domingo.

Não é sem motivo que os grandes jogos deixaram o dia tradicional. Os clássicos são agora o principal chamariz para a venda de pacotes de pay-per-view e até de jogos avulsos, em que os assinantes da TV paga precisam gastar salgados R$ 90. Isso por que eles agora são mais raros na televisão aberta.

E se eles acontecem sem a concorrência dos jogos da televisão aberta, que são transmitidos aos domingos às 16h00, eles ficam ainda mais sedutores.

O pay-per-view virou um negócio bilionário. Do total arrecadado depois do pagamento das operadoras, 62% ficam com as organizações Globo e o resto é dividido entre os clubes. A última estimativa, em 2016, era um faturamento de R$ 1,2 bilhão com o sistema. Então é melhor esquecer de clássicos nas tardes de domingo.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Clássicos estaduais viram chamariz para venda de pay-per-view do Brasileirão; entenda Clássicos estaduais viram chamariz para venda de pay-per-view do Brasileirão; entenda Reviewed by Ribamar Xavier on 3.6.17 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.