Anuncio!

Canais não sabem com quem negociar direitos do desafio Mayweather Jr. e McGregor

Canais esportivos demonstram interesse em mostrar o combate (Reprodução)
O desafio entre o multicampeão de boxe Floyd Mayweather Jr. e a estrela do UFC Conor McGregor já chamou a atenção de canais de brasileiros dedicados ao esporte, interessados no encontro, o que criou uma situação no mínimo curiosa: executivos de TV não fazem ideia sobre com quem negociar, já que ninguém até o momento se apresentou como representante dos direitos de transmissão no país. As informações são do UOL Esporte, por Eduardo Ohata.

A repercussão na mídia da luta entre ''Money'' Mayweather e ''Notorious'' McGregor tornou impossível ignorar o desafio, mesmo que encarado mais como evento do que como esporte. O combate foi definido por um executivo de TV como ''um evento interessante, sem dúvida'', ao demonstrar interesse e ao mesmo tempo ressaltar que há dúvidas sobre como estruturar a transmissão, ''já que não se sabe ainda quem venderá os direitos efetivamente''.

Até esta terça-feira ninguém havia se apresentado como representante oficial dos direitos do evento, confirmou outro executivo, de um canal concorrente, apesar de acreditar que em todas as emissoras voltadas ao esporte estão tentando descobrir.

Tradicionalmente, as negociações dos direitos são feitos por um intermediário. O último combate a gerar um grau semelhante de interesse foi o duelo entre Mayweather e o filipino Manny ''Pacman'' Pacquiao, em 2015. Após ser oferecido a canais da TV por assinatura e até a pelo menos uma TV aberta, no caso a Record, que chegou a apresentar proposta, a luta terminou no pay-per-view, por meio do canal UFC Combate, da Globosat. À época, quem quis assistir a mais essa ''luta do século'' foi obrigado a desembolsar um valor que variou entre R$ 80 e R$ 90.

Porém uma figura-chave naquela bem-sucedida operação, um norte-americano especialista em negociar direitos esportivos com canais brasileiros e que atua no país há muitos anos, não está envolvido na comercialização este combate.

Segundo declarações do presidente do UFC, Dana White, durante entrevista após o anúncio do desafio, sua empresa não terá ingerência nesse combate.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



NOTÍCIAS CORRESPONDENTES

Tecnologia do Blogger.