Header AD

Renato Gaúcho rebate críticas de colunista do Zero Hora; 'para de falar besteira'

Renato rebateu colunista que escreveu que treinador estaria transferindo a responsabilidade de maus desempenhos para os atletas (Buda Mendes/Getty Images)
Renato Gaúcho mudou a rotina no Grêmio e falou nesta terça-feira (25). A manifestação voltou a analisar a eliminação precoce no Campeonato Gaúcho, mas também serviu para rebater o colunista Wianey Carlet, do jornal Zero Hora. O treinador contestou um texto onde o comentarista diz que o técnico está "pedindo para sair".

De acordo com o UOL Esporte, por Jeremias Wernek, a declaração de Renato apareceu no meio da quarta resposta da entrevista coletiva. Antes, ele havia repetido o termo 'deu mole' ao analisar a queda para o Novo Hamburgo, nos pênaltis, na semifinal do Gauchão.

"Antes de falar besteira, tem que se informar. Ninguém está descontente pela concentração. Eles que pediram. Quando ele fala que estou perdendo o grupo, que estou insatisfeito, é mentira grande. Essa resposta eu dou a ele, agora vou citar nome. É para o Wianey Carlet", disse Renato Gaúcho.

Em sua coluna no jornal Zero Hora, Wianey Carlet listou três expressões usadas por Renato recentemente: 'nana neném', 'deu mole' e 'carne fraca'. As duas primeiras foram apresentadas após jogos em que o Grêmio levou gol. A última apareceu na explicação para a concentração antecipada.

"Coisas estranhas têm sido ditas no Grêmio. O treinador Renato Portaluppi vem justificando maus desempenhos do time através de diagnósticos, no mínimo, bizarros. Três deles já ocuparam fartos espaços no noticiário (...) Os três diagnósticos do treinador gremista apontam responsabilidades para os jogadores. Segundo ele, os profissionais dormiram em campo, perderam o foco e foram levados para passear no Paraguai porque, se ficassem em Porto Alegre, não resistiriam aos apelos da noite porque a carne é fraca. Os maus desempenhos do Grêmio, segundo o treinador, são responsabilidade dos jogadores. Renato está pedindo para sair", escreveu Wianey.

Renato falou sobre o tema em uma longa e única resposta durante a coletiva. "Ele não pode inventar, tem que procurar saber a verdade. O que ele fala é mentira. O grupo está nas minhas mãos, 100%, e no dia que eu achar algo contrário, eu pego minha mala e vou embora. Enquanto estiver aqui, pode ter que o grupo está na minha mão. 100% na minha mão, não é 99. Agora, jogar no ventilador coisas que não existem e aí eu posso botar algumas coisas também. Seu Wianey Carlet, para de falar besteira. Para de dizer mentiras. Eu tenho dado algumas indiretas para ver se elas entendem. Outras eu tenho que pedir desculpa, pode não ser para ele. Mas ao Wianey eu digo: para de falar besteira. Ele pode elogiar, criticar, mas não pode inventar a matéria. A notícia. E aproveitar o momento que o Grêmio saiu do campeonato. Inventar uma notícia eu não vou engolir. Não tenho medo de ninguém da imprensa. Respeito todos, me dou bem, mas quando começa a inventar, vai bater de frente comigo. Hoje a resposta é para o Wianey. Respeito, admiro, mas não posso admitir que inventem algo", completou o treinador.

Wianey Carlet, 67 anos, é colunista de Zero Hora e comentarista da Rádio Gaúcha.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Renato Gaúcho rebate críticas de colunista do Zero Hora; 'para de falar besteira' Renato Gaúcho rebate críticas de colunista do Zero Hora; 'para de falar besteira' Reviewed by Ribamar Xavier on 26.4.17 Rating: 5