Anuncio!

Dossiê Handebol, da ESPN, é finalista de Prêmio do Ministério Público Federal

Dossiê Handebol deixou sub judice eleição da CBHb (Reprodução)
A série de reportagens Dossiê Handebol, produzida pelo repórter Diego Garcia, da ESPN, é finalista do Prêmio República de Jornalismo, entregue pelo Ministério Público Federal aos profissionais de comunicação que exercem função complementar à atuação do MP na defesa dos direitos humanos, da cidadania e da transparência no combate à corrupção. A informação publicada pelo ESPN.com.br.

A cerimônia de entrega do prêmio será no dia 9 de maio, em cerimônia a ser realizada no Memorial da Procuradoria-Geral da República, em Brasília-DF. O Dossiê Handebol foi indicado na categoria Web Jornalismo e é a única reportagem de esportes selecionada entre os finalistas da condecoração.

Entre os jurados que selecionaram as reportagens finalistas estavam o procurador-geral da República, Rodrigo Janot; o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti; o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Herman Benjamin; o vice-presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, Vladimir Netto; e o deputado federal Miro Teixeira (Rede/RJ).

O Dossiê Handebol publicou documentos indicando fraudes de R$ 6 milhões em recursos públicos utilizados em licitações assinadas pelo presidente da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) e sua esposa, além de diversas outras denúncias, como auditorias de patrocínios estatais sem notas fiscais, benesses a cartolas, empresa que geria projetos suspeita, indícios de eleição falsificada, gastos olímpicos excessivos e dívidas milionárias da entidade.

Dias depois das primeiras publicações, o Ministério Público pediu abertura de inquérito policial contra a CBHb. A investigação está agora nas mãos da Polícia Federal.

Desde novembro, já foram publicadas mais de 20 matérias no Dossiê Handebol, que no fim de 2016 já levou o Prêmio Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos de São Paulo) de Furo Jornalístico do Ano. Todas elas podem ser vistas logo abaixo.

As matérias fazem parte da Série Jogo Limpo, iniciativa do ESPN.com.br que traz denúncias de irregularidades e corrupção em esportes olímpicos.

Ainda participaram da escolha dos finalistas do Prêmio República o vice-presidente da ANPR, Humberto Jacques de Medeiros (PGR); o subprocurador-geral da República aposentado Celso Roberto da Cunha Lima (PGR), representando a Diretoria da ANPR; o membro do Conselho Nacional do Ministério Público Antônio Pereira Duarte; a presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP), Norma Cavalcanti; o representante da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) Francisco Gaetani; a especialista em responsabilidade social e fundadora da Escola de Gente, Claudia Werneck; e o jornalista e editor do Correio Braziliense, Vicente Nunes.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



NOTÍCIAS CORRESPONDENTES

Tecnologia do Blogger.