Coluna 'Quem Te Viu, Quem TV', por Carlos Salvador #9

Colunista voltou a assistir jogo da seleção brasileira na narração de Galvão Bueno (Reprodução)
Nada Mudou!
Havia pelo menos uns oito anos que o colunista não assistia uma partida da seleção brasileira, na voz de Galvão Bueno. Sem medo de errar afirmo: nada mudou. Não está melhor nem pior. Está o mesmo. Além de pedir a opinião de seus comentaristas para contrariá-los, Galvão continua sem estudar a pronuncia dos jogadores internacionais. Estava irritante ouvir ele chamar o zagueiro Coates de “Coltis”, quando a pronuncia é exatamente como se escreve, com entonação no A.

Na F1
Na madrugada de sábado para domingo, aconteceu a corrida de abertura da temporada 2017 da Formula 1. A Globo, como vem fazendo há alguns anos, mostrou apenas o Q3 na classificação de sábado, e a corrida ao vivo domingo, com Galvão Bueno dos estúdios. Pelos próximos anos nada muda. A platinada detém os direitos das provas ao vivo em todas as plataformas, e assim o fará por todo o ano, com exceção a dois GP’s.

Na F1 II
Esses dois GP’s são México e Estados Unidos, que devido ao horário das corridas coincidem com jogos do campeonato brasileiro em sua reta final. Sendo assim, as corridas são transmitidas ao vivo no SporTV, que durante o ano todo transmite os VT’s das corridas em horário alternativo.

Pegou MUITO MAL

Carlos Salvador
fb.com/carlosaugusto.salvador
@calosalvador
Sábado no ESPN.com.br uma matéria sobre Dewayne Dedmon, destaque do San Antonio Spurs na NBA, me chamou a atenção. O site escreve sobre a proibição religiosa que Dedmon enfrentou até os 18 anos, antes de se tornar jogador de basquete. O que me incomodou foi a colocação de que a religião ao qual a família do jogador pertence, proíbe associação com outras pessoas não ligadas a religião.

Pegou MUITO MAL II
A ESPN.com.br referiu-se as Testemunhas de Jeová, e apesar de nem o site da ESPN, nem a coluna terem o propósito de discutir a fé das pessoas, posiciono-me contra a publicação da ESPN. O mínimo que o redator da matéria deveria ter feito era ter consultado uma Testemunha de Jeová para entender e saber como funciona a situação da competição esportiva. Independente de qual for a crença de um atleta ou jornalista, é necessário sempre ir a fundo do que se está escrevendo, principalmente no mundo em que vivemos atualmente, onde tudo se propaga de maneira muito rápida. Principalmente as noticias denegridoras.

Rapidinha I

Colunista entrou em contato com a ESPN e com Gian Oddi supervisor do site, sobre a matéria, e foi prontamente ignorado.

Rapidinha II
Não achei nada de especial ou merecedor de repercussão, Galvão Bueno narrar LoL no ‘Bem Amigos’. Não vejo um jogo eletrônico com dragões, magias, espadas como E-Sports.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Coluna 'Quem Te Viu, Quem TV', por Carlos Salvador #9 Coluna 'Quem Te Viu, Quem TV', por Carlos Salvador #9 Reviewed by Ribamar Xavier on 27.3.17 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.