Atlético/PR não deve fechar TV aberta com a Globo enquanto não resolver o PPV

Jogos do clube paranaense na TV fechada passarão no Esporte Interativo a partir de 2019 (Divulgação/Atlético/PR)
A nova proposta da Globo para a divisão dos direitos de transmissão para TV aberta e fechada para o Campeonato Brasileiro foi bem recebida pelo Atlético. “Melhorou muito”, comentou Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do clube.

Entretanto, o Furacão ainda briga por mudanças na distribuição do dinheiro de tevê para pay-per-view (PPV) a partir de 2019. Ponto fundamental para o Rubro-Negro, que ameaça até mesmo não assinar com a televisão aberta caso o PPV não seja modificado.

“Não assinaremos com TV aberta sem resolver o PPV”, afirmou Petraglia, ao blog 'Memória FC' da Gazeta do Povo, por André Pugliesi.

Neste ano, o Atlético, junto com o Coritiba, não negociou seus direitos de transmissão do Paranaense com a Globo para tevê aberta. Não houve também acerto para o pay-per-view do Estadual.

A Globo e a Globosat, braço da emissora na tevê fechada, consideram que os modelos de distribuição para TV aberta, fechada e PPV são adequados e atendem critérios de meritocracia e exposição.

“O novo modelo 2019-2024 foi aplaudido pelos clubes. De Série A e Série B, clubes gigantes e menores. Um grande avanço, sem dúvida. Perfeição? Impossível num mercado tão complexo como o brasileiro. Está bem consolidado para 2019, mas estamos abertos ao diálogo”, analisou Fernando Manuel Pinto, Diretor de Planejamento e Aquisição de Direitos Esportivos do Grupo Globo.

No caso do PPV, a divisão é feita de acordo com uma aferição de institutos de pesquisa da participação dos torcedores de cada clube na renda obtida pela Globosat com a negociação dos pacotes. Quanto maior a participação de atleticanos e coxas-brancas, por exemplo, mais dinheiro.

Petraglia reclama que o “bolo” de dinheiro do PPV é significativo e, portanto, a desproporção entre os clubes, amenizada na tevê aberta e fechada, prosseguiria no PPV. No entanto, a previsão é que o montante do PPV represente apenas 1/3 do “bolo” geral da TV, considerando ainda aberta e fechada.

A expectativa é que aproximadamente R$ 1 bilhão seja distribuído para a temporada 2019 somente em TV aberta e fechada – verba que será dividida 40% igualmente entre os clubes, 30% de acordo com desempenho e 30% segundo número de jogos transmitidos. Restariam para o PPV cerca de R$ 500 milhões.

Para TV fechada o Atlético, assim como o Coritiba, assinou com o Esporte Interativo para até 2024.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Atlético/PR não deve fechar TV aberta com a Globo enquanto não resolver o PPV Atlético/PR não deve fechar TV aberta com a Globo enquanto não resolver o PPV Reviewed by Ribamar Xavier on 28.3.17 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.