Albio Melchioretto #133: Eu acredito no Papai Noel, mas sem contrapartida

Colunista fala de negociação de direitos de transmissão entre TV e clubes (Reprodução)
Onde você vai ver o jogo do seu time? Hoje respondemos de um jeito, a partir de 2019, poderá ser de uma forma bem diferente.  A quebra de monopólio de um campeonato com a possibilidade de negociação individual trouxe novos problemas e novas situações. Tão novas que algumas coisas foram vivenciadas e deveríamos, lá traz, e não produzimos alguma vacina para melhorar o sistema de vendas de transmissão. O sistema foi, ao contrário, retrocedido. Já tivemos um G13 que surgiu para resolver problemas, ele foi dissolvido, virou pó e eis que surge agora um G5.

O G5 é o grupo que envolvem os clubes do Palmeiras, Santos, Bahia Coritiba e Atlético Paranaense. Todos estão, assinados com o EI Maxx para o próximo contrato de televisão fechada. Estes clubes, se juntaram para negociar os direitos em televisão aberta e PPV agora. Pelo que li, os clubes não estão interessados em discutir qualidade do campeonato, qualidade nas transmissões, mas em ganhar mais dinheiro. Isso me parece obvio ao ouvir entrevistas dos presidentes de clubes envolvidos. A grade paga é importante, a divisão entre os partícipes também e o dinheiro estrutura tudo isso. Entretanto não pode ser causa única. Ela deveria ser um elemento entre alguns outros. Mas não vejo nenhum ganho para o público, para o espectador senão um discurso de monetarização dos clubes. Sem qualidade estamos fadados aos espetáculos pífios de sempre.

Albio Melchioretto
albio.melchioretto@gmail.com
@amelchioretto
Ao mesmo que teço tais críticas, o CADE se pronunciou na semana passada, conforme anunciado aqui no site, afirmando que não há concorrência nos direitos de transmissão dos eventos esportivos de futebol. Afirmo que a concorrência é salutar. A Lei Pelé, quanto ao direito do mandante e do visitante são inadequadas para os dias de hoje. Até cá, nenhuma novidade, problemas sabidos. Mas diante disto, o que há de se propor? Me agrada a ideia de canal exibidor único, porém, que a definição dele se dê por condições técnicas a fim de valorizar o produto futebol e não o caixa financeiro de seus clubes. Transparência e qualidade não gestão não são características de nossos clubes. Depois do fiasco da Primeira Liga não acredito em nenhuma iniciativa proposta por clubes, seja G5 ou G qualquer coisa. Os clubes não atingem o ponto G do futebol.

O problema moral envolvente os clubes passam também por aqui pelo que envolve a seleção da CBF.  A goleada do Brasil frente aos uruguaios esconde algumas coisas. A Ultrafarma usou o poder de investimento para apoiar “tudo sem contrapartida” a Prefeitura de SP. A empresa comprou 3 minutos de publicidade ao longo do jogo da eliminatório a favor da Prefeitura de São Paulo. O anúncio, segundo a assessoria de imprensa da prefeitura não teve gasto público foi tudo feito pela empresa que coincidentemente teve o prefeito anunciando nas mídias sociais um vídeo fazendo propaganda de vitaminas da Ultrafarma. Que mundo de entrelaçamentos? Tudo, segundo as partes, foi feito “sem contrapartida”. Sim, agora temos uma nova categoria de patrocínios, o “sem contrapartida”, e a televisão esportiva, diante do fato, se cala e assiste a propaganda sem ao menos denunciar e investigar as partes envolvidas. O show do esporte vai além das quatro linhas, mas preferimos trocar passes e discutir linhas de impedimentos, alienando-se cada vez e mais ao ponto de acreditar que quaisquer formas de disputa por interesses de transmissões são benéficas e lícitas.

Só mais uma coisa, Papai Noel existe e trará qualidade ao espetáculo, como também, fará anúncios publicitários, “tudo sem contrapartida” e seu grande saco vermelho com letreiros luminosos extras na carroça.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Albio Melchioretto #133: Eu acredito no Papai Noel, mas sem contrapartida  Albio Melchioretto #133: Eu acredito no Papai Noel, mas sem contrapartida Reviewed by Ribamar Xavier on 28.3.17 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.