Header Ads

Rafael Henzel visita rádio em que trabalha na cidade de Chapecó; veja

Rafael Henzel visita rádio em Chapecó e fala de acidente (Reprodução/Facebook)
O jornalista Rafael Henzel voltou a Rádio Capital FM de Chapecó/SC, na qual trabalha e pela qual viajou para Medellín para cobrir a partida da Chapecoense contra o Atlético Nacional no dia 29 de novembro e falou ao vivo pela primeira vez em seu local de trabalho.

Segundo o UOL Esporte, foi apenas uma visita, mas que emocionou a todos na rádio. O jornalista falou ao vivo por 1 hora, mas ainda não retornou aos trabalhos, pois ainda está em recuperação.

"Vou me segurar, porque é o pequeno impacto de falar com o pessoal de Chapecó ao vivo. Por mais que os áudios tenham sido pavorosos, mas foram notícias de vida, né. Eu não voltei a trabalhar ainda. Eu preciso estar bem preparado, como um atleta de futebol. Estou escondido de boné aqui, mas é um prazer muito grande ser recebido no estúdio. Eu comecei nessa rádio com 14 anos de idade", disse Rafael Henzel ao chegar à rádio e entrar ao vivo no programa Som e Café News, o qual comanda na emissora.

Rafael Henzel falou do acidente e mandou um recado às famílias das 71 vítimas do desastre aéreo da Chapecoense.

"Estou muito feliz de estar aqui com vocês. Não foi nada fácil e me comove muito. Não foi fácil para mim, não está fácil também para 71 famílias. Amanhã faz um mês. Há um mês eu estava fazendo Som e Café News em Guarulhos. Naquela empolgação mesmo que estivéssemos perdido para o Palmeiras. Estávamos indo para o Aeroporto de Guarulhos. Não é fácil. Que eu possa confortar as famílias que perderam alguém. Eu falei para uma viúva: ninguém viu nada. Ninguém sofreu. É a primeira vez que falo isso: ninguém sofreu. É como se o avião não estivesse caindo. Simplesmente os motores desligaram por uma ganância do piloto e no último momento ele informou sobre a emergência. Se não fosse por isso, nós estaríamos aqui vice-campeões ou campeões da Sul-Americanas. Estariam todos vivos. Quero falar isso para todos que não puderam ter um Natal em família, para quem perdeu os parentes, filhos. Eu falei que ia falar pouco, mas só queria dar esse depoimento e falar que dentro do possível estou bem. As minhas costas estão cicatrizando. Falo isso com Neto e Follmann, ficamos lá juntos", comentou Henzel.



Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.